Home / Notícias / Inflação leva a revisão de custos de construção do parque urbano de Lamego

Inflação leva a revisão de custos de construção do parque urbano de Lamego

A Câmara de Lamego estimou que, devido ao aumento da inflação, os preços do contrato de construção do parque urbano sejam revistos num custo superior a 500 mil euros.

Iniciada em dezembro de 2020, a construção do Parque Urbano de Lamego representava, na adjudicação inicial, um investimento de 4.894.470,39 euros, executado no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) e cofinanciado em 85% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Fonte da autarquia disse à agência Lusa que, a esse valor, já acresceram 1,2 milhões de euros para corrigir “erros, omissões e bolsas de exclusão do projeto original” e que se prevê a revisão dos preços do contrato em 500 mil euros devido ao aumento da inflação verificado no último ano.

As obras de construção do futuro parque urbano, encontram-se em andamento, mas têm sofrido vários atrasos.

Com este projeto, a autarquia pretende “criar o novo pulmão verde da cidade, numa área ocupada anteriormente por um conjunto de terrenos abandonados e desqualificados nas margens da ribeira do Coura, unidos ao meio pela Praça Dr. Fernando Amaral”.

“Vai nascer uma nova centralidade na cidade de Lamego, em harmonia com a Mata dos Remédios situada mesmo ali ao lado”, frisou o presidente da Câmara de Lamego, Francisco Lopes.

O autarca explicou que, “vocacionado para o lazer e para o convívio, este parque será dotado de diversos equipamentos que o tornarão num espaço verde de referência na região do Douro, num investimento alinhado com uma relação mais sustentável com o meio ambiente”.

O projeto prevê a construção de várias infraestruturas que têm como objetivo melhorar a qualidade de vida dos munícipes.

Pistas pedonais, um bar de apoio, um parque infantil, um anfiteatro ao ar livre, hortas comunitárias, dois espaços polidesportivos, uma bancada para espetáculos e um circuito sénior são alguns dos equipamentos previstos.

Estão também a ser criados dois parques de estacionamento (com um total de 109 lugares) e instalações sanitárias e serão instaladas duas novas pontes pedonais para ligar as margens da ribeira e requalificada a ponte existente.

Lusa

 

Pode ver também

Em Penalva do Castelo bebé faleceu em creche da Santa Casa da Misericórdia 

Esta segunda-feira, 15 de abril, uma menina de três meses faleceu em Penalva do Castelo, …

Comente este artigo