Home / Notícias / CIM Viseu Dão Lafões promove alimentação equilibrada e sustentável nas escolas

CIM Viseu Dão Lafões promove alimentação equilibrada e sustentável nas escolas

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões arrancou esta semana com um projeto-piloto sobre identidade alimentar da região que pretende promover a alimentação equilibrada e sustentável nas escolas, num investimento superior a 240 mil euros.

“A CIM realizou um trabalho prévio de mapeamento do mercado institucional de alimentos de Viseu Dão Lafões, fruto também deste trabalho foi possível lançar este projeto que é estruturante para as populações que servimos”, disse o presidente da CIM, Fernando Ruas.

Num comunicado de imprensa, a CIM esclarece que o projeto-piloto “Identidade Alimentar em Viseu Dão Lafões” visa a promoção de uma “alimentação equilibrada e sustentável” nas escolas.

“A iniciativa tem como objetivo promover a dieta mediterrânica e combater o desperdício alimentar, nomeadamente junto da comunidade escolar da região. Um investimento que ultrapassa os 240 mil euros”, anuncia.

Fernando Ruas, também presidente da Câmara Municipal de Viseu, admitiu, citado no comunicado, que a expectativa, a longo prazo, é que a iniciativa “contribua para a consciencialização dos impactos que as escolhas alimentares têm a vários níveis”.

“Seja na saúde, na economia local e até na preservação do meio ambiente. Aspiramos a que haja um crescimento do consumo dos produtos locais, nomeadamente dos produtos de época, promovendo assim uma alimentação mais sustentável e alinhada com a estratégia do Pacto Ecológico Europeu”, sublinha.   

“Estamos também a considerar, a médio longo prazo, o alargamento deste projeto, ainda que de forma faseada, ao universo de toda a CIM, em termos escolares e entidades da economia social”, acrescenta Fernando Ruas.

Segundo a nota de imprensa, este “ambicioso projeto” é desenvolvido em parceria com os quatro grupos de Ação Local (GAL) e “assenta na produção e no consumo locais” para, “a longo prazo, contribuir para a adoção de uma nova estratégia alimentar”.

“Os objetivos gerais do projeto consistem na promoção da dieta mediterrânica e da literacia alimentar, assim como a educação e o combate ao desperdício alimentar, através de ações de sensibilização para uma alimentação sustentável e equilibrada”, descreve o documento.

Estas ações passam por “incentivar o consumo de produtos locais, em consonância com os princípios da dieta mediterrânica, promover o consumo com identidade alimentar mediterrânica territorial, melhorando a qualidade nutricional e combatendo a precariedade alimentar”.

O público-alvo do projeto são as crianças do primeiro ciclo do ensino básico, entre os seis e 10 anos, assim como a restante comunidade escolar” e, depois, as comunidades das “instituições de âmbito social, autarcas, produtores e comunidade local em geral”.

Até dezembro de 2024, a CIM pretende também criar um manual de identidade alimentar territorial, um plano de atuação territorial e elaborar ‘kits’ para serem distribuídos nas comunidades escolares, instituições de solidariedade social e autarquias.

A CIM tem também prevista a “produção de uma mascote associada ao projeto” e a criação de “vídeos, um jogo didático para telemóvel e ‘merchandising’ variado, como manuais, livros para colorir e a inclusão da localização Viseu Dão Lafões na plataforma “Prato Certo”. 

“O Prato Certo tem como objetivo a sensibilização, intervenção e capacitação de indivíduos para a recolocação da alimentação saudável no seu quotidiano, fornecendo informação e ferramentas para o reconhecimento do estilo de vida mediterrânico”, esclarece a entidade intermunicipal.

Este projeto-piloto resulta de uma candidatura conjunta ao Plano Nacional da Alimentação Equilibrada e Sustentável (PNAES) e conta também com a parceria de associações que trabalham nos 14 concelhos que constituem a CIM.

A CIM Viseu Dão Lafões integra os municípios de Aguiar da Beira, Carregal do Sal, Castro Daire, Mangualde, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do Castelo, Santa Comba Dão, São Pedro do Sul, Sátão, Tondela, Vila Nova de Paiva, Viseu e Vouzela.

 

Pode ver também

Vila Nova de Paiva: Município entregou 14 incentivos à natalidade

O Município de Vila Nova de Paiva continua a apoiar as famílias “Paivenses”, ao abrigo …

Comente este artigo