Home / Notícias / Câmara de Cinfães quase duplica apoio a instituições de solidariedade social

Câmara de Cinfães quase duplica apoio a instituições de solidariedade social

O presidente da Câmara Municipal de Cinfães disse à agência Lusa que “quase duplicou” o apoio anual às instituições particulares de solidariedade social (IPSS), um total de 150 mil euros do orçamento municipal.

“Esta medida reconhece o mérito extraordinário destas instituições e a importância dos serviços prestados, contribuindo para a qualidade de vida e para o bem-estar dos cidadãos que mais precisam”, justificou Armando Mourisco.

O apoio aprovado na última reunião do executivo, referiu o autarca socialista, “é o quarto aumento consecutivo” que a Câmara de Cinfães dá às IPSS do concelho, que, “no total recebem 150.000 euros” este ano.

Segundo o autarca, as associações “com a valência de lar passam a receber 17.500 euros e as restantes 15.000 euros cada, ou seja, um aumento de 5.000 euros face ao ano anterior, mas, em 2020 o apoio era de 8.000 euros para as que têm lar e 6.000 euros” para as restantes.

“Ou seja, duplicámos o apoio, mas não iremos ficar por aqui, devido ao aumento dos custos de combustível, da luz, dos ordenados, dos géneros alimentares e dos artigos de limpeza, as IPSS vivem dias difíceis e precisam, de facto, que o apoio seja cada vez maior”, defendeu.

Armando Mourisco assumiu que a autarquia olha para as IPSS como “enormes parceiros da qualidade de vida do território, porque são elas, de facto, o grande ‘front-office’ no acolhimento a quem mais precisa”.

“São elas que nos dão essa garantia, com um trabalho de qualidade, no apoio e na retaguarda, quer no apoio domiciliário, quer nos centros de dia também, além de que têm o mérito de criarem muitos postos de trabalho, o que contribui para a fixação de população”, destacou.

O presidente da Câmara considerou ainda que “as autarquias precisam de olhar para estas instituições como as grandes parceiras na qualidade de vida do território” e por isso, “devem apoiar, mas também o Estado deve reforçar o apoio”.

“É verdade que o Estado já reforçou, mas é preciso que continue a reforçar o apoio a estas instituições”, sublinhou Armando Mourisco.

Além destes subsídios anuais, acrescentou, a autarquia cinfanense “também atribuiu verbas para aquisição de viaturas; a construção e/ou melhoria de acessos, além da comparticipação nas obras dos equipamentos e na promoção de diversas aulas e atividades”.

 

Pode ver também

Em Penalva do Castelo bebé faleceu em creche da Santa Casa da Misericórdia 

Esta segunda-feira, 15 de abril, uma menina de três meses faleceu em Penalva do Castelo, …

Comente este artigo