Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / BE recomendou ao Governo obras de alargamento das urgências do hospital de Viseu

BE recomendou ao Governo obras de alargamento das urgências do hospital de Viseu

O Bloco de Esquerda de Viseu, recomendou ao Governo que avance urgentemente com as obras de alargamento e remodelação das urgências do Hospital de S. Teotónio, em Viseu, as obras, referem em comunicado os Bloquistas, que ao longo dos últimos anos foram anunciadas várias vezes, mas até agora ainda nada foi feito.

O alargamento e a remodelação das urgências do hospital constam do plano de investimento do Ministério da Saúde para o ano de 2019, mas o financiamento para as obras, refere em comunicado o BE, já tinha sido aprovado em 2017 no Programa Operacional Regional do Centro – Centro 2020, tendo o financiamento sido anunciado várias vezes para ter início das obras em 2017 e em 2018.

As são obras necessárias para que o serviço possibilite uma resposta eficaz à população do distrito de Viseu. Entre as queixas dos utentes constam longas horas de espera no atendimento no Serviço de Urgência, a incapacidade de resposta no controlo da dor ou de outros sintomas e a falta de apoio pós-alta, referiu à Alive Fm Carlos Couto, do BE de Viseu.

No comunicado, os Bloquistas, referem que já ocorreram situações, que consideram inaceitáveis, com a transferência de doentes para a Casa de Saúde de S. Mateus, uma unidade privada com a qual foram contratualizadas 24 camas de forma a aliviar o internamento no centro hospitalar.

As obras de alargamento e remodelação das urgências do Hospital de S. Teotónio, em Viseu previstas pelo Ministério da Saúde para o Orçamento do Estado de 2019, recorda o BE, é urgente para dar resposta na resolução dos vários problemas que afetam um enorme número de utentes que se deslocam às urgências do Hospital de Viseu.

 

Pode ver também

Viseu na “mira” da Unidade de Ação Fiscal na sequência da operação “Ouro Verde”

Quatro pessoas foram detidas na terça-feira por crimes de fraude fiscal no valor de cinco …

Comente este artigo