Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Viseu: PS recomenda ao Governo que crie apoios para sistemas antigranizo para concelhos a norte do distrito

Viseu: PS recomenda ao Governo que crie apoios para sistemas antigranizo para concelhos a norte do distrito

Os deputados socialistas lembram que “quase todos os anos se verificam fenómenos atmosféricos extremos”, que têm “gravosos impactos económicos e financeiros na atividade dos agricultores, colocando por vezes em causa a continuidade da atividade”.

O grupo parlamentar do PS recomenda ao Governo a abertura de candidaturas para apoiar a instalação de sistemas antigranizo na região Norte do distrito de Viseu.

O projeto de resolução frisa que o Governo deve abrir avisos de apoio para a instalação de sistemas antigranizo, ou de outros sistemas que sejam comprovadamente eficientes e ambientalmente sustentáveis, “de forma a tornar mais resiliente o setor da fruticultura face a fenómenos atmosféricos extremos”.

Os deputados socialistas lembram que “quase todos os anos se verificam fenómenos atmosféricos extremos”, que têm “gravosos impactos económicos e financeiros na atividade dos agricultores, colocando por vezes em causa a continuidade da atividade”.

Na fundamentação, destacam as intempéries registadas nos dias 30 e 31 de maio de 2020 e os consequentes prejuízos registados no setor da fruticultura no concelho de Armamar e nos concelhos limítrofes de Moimenta da Beira e Tarouca, no distrito de Viseu.

“A quebra de produção nas parcelas mais atingidas pelo sinistro foi praticamente total e em todas as culturas. Estima-se que nas regiões a quebra na produção rondou os 70 a 90%”, sustentam.

Segundo acrescentam, esses fenómenos meteorológicos determinaram a “perda de todo o ano agrícola” em várias produções com Denominação de Origem Protegida (DOP) e com Indicação Geográfica Protegida (IGP).

Perante o sucedido, defendem a importância de uma “contínua aposta de políticas públicas no setor agrícola, em concreto no setor da fruticultura mais exposto às alterações climáticas”.

“De forma a evitar sinistros nas diversas culturas, fruto de fenómenos meteorológicos extremos, e consequentemente perda do potencial produtivo e abandono das culturas e dos territórios, é crucial dotar o setor de mecanismos inovadores protetores das culturas, como coberturas de telas antigranizo”, acrescentam.

Ressalvam igualmente que “a implantação de sistemas de cobertura é uma forma eficiente de aliar a constante preocupação dos produtores em reduzir o impacto dos fenómenos adversos e responder às crescentes necessidades de mercado e aos compromissos assumidos”.

 

Pode ver também

Câmara de Lamego reforça patrulhamento e vigilância da floresta

O Município de Lamego vai realizar, durante os meses quentes de verão, diversas ações de …

Comente este artigo