Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Viseu: Bloco de Esquerda pinta dois bancos no Rossio em defesa pelos direitos LGBTQIA+

Viseu: Bloco de Esquerda pinta dois bancos no Rossio em defesa pelos direitos LGBTQIA+

No dia que Chega e PSD decidiram “ver quem tinha o camião TIR maior, ensaiando no Rossio a divisão do mesmo espaço”, a candidatura do Bloco de Esquerda pelo círculo eleitoral de Viseu pintou dois bancos com as cores da bandeira LGBTQIA+ junto ao Rossio, no parque Aquilino Ribeiro.

BancodoAmor é uma iniciativa do Bloco que, por todo o país, tem pintado bancos com o objectivo de alertar para o crescente ódio que alguma direita tem promovido e outra tem branqueado.

Também em Viseu têm existido ataques LGBTQIA+ fóbicos há vários anos, demonstrando o conservadorismo e descriminação enraizados na região. Entre estes, os ataques protagonizados pelos candidatos do Chega ao município de Viseu, refee o BE.

O Distrito de Viseu teve a sua primeira manifestação pública, de abrangência nacional, de denúncia contra os ataques homofóbicos a pessoas LGBTQIA+, em 2005. Mas foi preciso esperar 13 anos para surgir um movimento mobilizador cívico que realizasse a primeira marcha de Viseu pelos direitos LGBTQIA+. O movimento interseccional tem-se manifestado nas ruas da cidade desde então, sempre com o apoio do Bloco.

#BancodoAmor

“A seguir à nossa casa, o espaço público é onde acontece a nossa vida, onde nos encontramos e nos descobrimos, onde damos a conhecer aos outros o que somos e o que gostamos”, referem os bloquistas.

“Contudo, demasiadas são as situações de bullying homofóbico e transfóbico que ainda acontecem no espaço público, nas escolas, no trabalho, no acesso a habitação e à saúde”.

“Porque queremos que o espaço público seja um espaço de igualdade, de inclusão e de respeito que dignifica todas as pessoas”, o Grupo Coordenador do Bloco de Esquerda para a promoção e defesa dos direitos das pessoas LGBTQIA+ dinamizou a iniciativa bancodoamor. 

Esta iniciativa, que consiste na pintura de um banco de jardim com as cores da bandeira LGBTQIA+, pretende ir para além do ato simbólico em si e fomentar o sentimento de pertença das pessoas LGBTQIA+ à vida em sociedade. 

Até ao momento a iniciativa bancodoamor foi realizada em Viseu, Braga, Guimarães, Coimbra, Santarém e Faro, mas estamos confiantes que ela se continue a realizar por todo o país.

 

Pode ver também

Padre de Viseu vai ser julgado por tentativa de coação sexual e aliciamento de menor

O padre Luís Miguel Costa vai ser julgado por tentativa de coação sexual e aliciamento …

Comente este artigo