Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Viseu 2001 pede sanções para Burinhosa por contratação de dois jogadores

Viseu 2001 pede sanções para Burinhosa por contratação de dois jogadores

O Viseu 2001, recém-despromovido à segunda divisão nacional de futsal, acusou o Burinhosa de contratar dois jogadores que tinham renovado contrato com o emblema beirão, apelando a que a equipa de Alcobaça seja sancionada.

Em causa estão as contratações anunciadas pelo Burinhosa de Daniel Ramos e Kiko, cujas renovações pelos viseenses foram anunciadas recentemente.

“Os atletas assinaram um documento, reconhecido notarialmente, assumindo o compromisso de permanecer no Viseu 2001 até ao fim da época 2022/23. Manifestaram interesse em continuar, autorizaram a publicação da notícia e, posteriormente, acabámos por ser surpreendidos pela posição da Burinhosa”, afirma o diretor executivo do futsal do Viseu 2001, em declarações à Lusa.

Daniel Ramos, de 34 anos, e Kiko, de 28 anos, representaram o Viseu 2001 nas últimas duas temporadas na elite do futsal português, sendo que Kiko, refira-se, tinha-se mudado para Viseu depois de duas épocas ao serviço da Burinhosa.

Paulo Lopes refere tratar-se de uma posição “lamentável”, acrescentando que o emblema do concelho de Alcobaça estava a par das renovações dos jogadores e “nem sequer houve qualquer contacto prévio”.

“É desagradável para aquilo que é o futuro e a estabilidade dos campeonatos. Se este tipo de comportamento não é sancionado, naturalmente que reina a insegurança”, disse.

O dirigente reiterou, também, que o comportamento dos burinhosenses é “raro”, recordando que, neste tipo de casos, os clubes “devem falar para chegar a acordo, através de indemnização ou não”.

“Vamos aguardar com serenidade e ver o que acontece, o que os jogadores dizem – uma vez que existem algumas contradições de informações -, e se as pessoas refletem bem no que estão a fazer. Estamos dispostos a conversar e a analisar a situação, mas não é assim que as coisas se fazem”, asseverou Paulo Lopes, finalizando que o clube poderá, posteriormente, agir por outras instâncias.

Contactada pela Lusa, Marisa Monteiro, recentemente eleita presidente do clube da aldeia da Burinhosa, em Pataias, disse não haver qualquer polémica.

“Para nós não existe qualquer polémica, uma vez que os atletas foram contactados porque mencionaram que eram jogadores livres”, explicou a dirigente, salientando que os mesmos publicaram nas redes sociais o fim dos vínculos com o Viseu 2001 e, “só depois de o fazerem”, o clube acertou as contratações para a temporada desportiva 2022/23.

 

Pode ver também

José Rodrigues é o novo treinador do Ferreira de Aves – Razões e Objetivos

Depois da saída de Ricardo Duarte (Mangualde), do comando técnico do C.R. Ferreira de Aves, …

Comente este artigo