Home / Notícias / Temas do Cancioneiro Regional de Lafões dão origem a novo trabalho do Alafum

Temas do Cancioneiro Regional de Lafões dão origem a novo trabalho do Alafum

Treze temas retirados do Cancioneiro Regional de Lafões deram origem ao novo trabalho do Alafum, que será lançado esta quinta-feira, marcando o início das comemorações dos 40 anos deste grupo de música tradicional de São Pedro do Sul.

“Do vale à Pena” é o nome do novo disco do Alafum, que voltou ao “baú de memórias” que é o Cancioneiro Regional de Lafões.

“Para este trabalho, que é o décimo, selecionámos 20 peças musicais. Fomos ensaiando e fomos excluindo até chegarmos às 13”, explicou à agência Lusa José Fernando, um dos fundadores do Alafum.

O professor de Música aposentado mostrou-se convencido de que estão reunidas condições para que o grupo dure “mais 40 anos”, por um lado, porque a maior parte dos seus elementos são jovens e, por outro, porque ainda há muitos temas para explorar.

O Alafum foi criado em 1983, em São Félix, uma freguesia do concelho de São Pedro do Sul, no distrito de Viseu, por um grupo de jovens que gostava de cantar e de tocar vários instrumentos.

“Quando começámos, tínhamos uns 40 temas que o meu avô tinha recolhido. Ele já era músico, ligado à banda filarmónica, teve uma tuna e fez uma recolha entre os anos 40 e 45 (do século XX)”, explicou José Fernando.

O Alafum quis “ir mais além”, uma vez que o hábito de “as pessoas cantarem durante os trabalhos agrícolas habitualmente feitos em sistema de entreajuda, como as desfolhadas e as ceifas, e a caminho das romarias, estava a desaparecer”.

“Houve a introdução das máquinas agrícolas, como o trator e a debulhadora, e deixou de haver essas reuniões das pessoas. Mesmo à noite, aqueles serões em que as pessoas se juntavam estavam a acabar”, recordou José Fernando.

Antes que as memórias musicais desaparecessem, o Alafum foi pelas aldeias recolhê-las e, posteriormente, transpô-las para partituras, o que culminou, no ano de 2000, no lançamento do Cancioneiro Regional de Lafões, que inclui 500 peças musicais.

“Ainda hoje continuamos a fazer um trabalho com base nos temas que lá vamos escolher”, frisou o responsável, cuja tese de mestrado é sobre os cantares tradicionais de Lafões.

José Fernando tem 72 anos e um outro elemento do grupo tem 70 anos, sendo os restantes “mais novos do que o Alafum”, contou.

Bandolim, cavaquinho, viola beiroa, concertina e sanfona são alguns dos instrumentos usados no disco “Do vale à Pena”, que inclui também um tema do canto polifónico feminino, interpretado pelas quatro mulheres do grupo.

A apresentação do trabalho ocorrerá no Parque das Nogueiras, integrado no Programa das Festas da cidade de São Pedro do Sul.

O concerto de lançamento assinala o arranque das comemorações dos 40 anos de atividade do Alafum, que se estenderão até 24 de abril de 2024, com a realização de vários eventos culturais.

Lusa

 

Pode ver também

Rosa Quinteiro é a vencedora do prémio literário Cónego Albano Martins de Sousa.

Com a obra “Poemas do Caderno Azul” a escritora é pela segunda vez galardoada, numa …

Comente este artigo