Home / Notícias / Sátão: Vila Longa quer voltar a ser freguesia após 10 anos de agregação com Romãs e Decermilo

Sátão: Vila Longa quer voltar a ser freguesia após 10 anos de agregação com Romãs e Decermilo

Pelo menos 185 freguesias agregadas em 2013, tinham pedido ao parlamento, até ao final do ano passado para se desagregarem, no âmbito do mecanismo especial criado para reverter a chamada “lei Relvas”

O regime jurídico de criação, modificação e extinção de freguesias, que entrou em vigor em 21 de dezembro de 2021, prevê um mecanismo transitório que dava um ano às freguesias agregadas na reforma administrativa de 2013 para pedirem a reversão da fusão realizada ao abrigo da chamada “lei Relvas”, caso ainda o desejem, e segundo determinados critérios.

No concelho de Sátão a agregação da freguesia de Vila Longa à Romãs e Decermilo, nunca foi bem aceite pela população que agora pretende a separação. Em assembleia da União de Freguesias foi decidido por unanimidade apresentar a proposta à Assembleia Municipal.

Olindo Pimentel presidente da União de Freguesias é a favor da desagregação.

O grupo parlamentar do PSD na Assembleia Municipal de Sátão fui unânime em votar favoravelmente à desagregação de Vila Longa, realçou Miguel Cabral

A bancada o Partido Socialista na Assembleia Municipal de Sátão votou favoravelmente à ambição de Vila Longa voltar a ser freguesia, o deputado Rui Pina justificou.

Alexandre Vaz presidente da Câmara de Sátão, destacou a resiliência do grupo de pessoas que trabalhou para que Vila Longa volta a ser freguesia. O autarca recorda que, há no entanto, outra batalha a vencer na Assembleia da República.

 

Pode ver também

Ténis de Mesa: Equipa sénior masculina do Clube AV Lamego garante presença na 2.ª Divisão Nacional

 No fim de semana de 15 e 16 de Junho, disputou-se no Pavilhão do Ala …

Comente este artigo