Home / Notícias / Aguiar da Beira: Centro Social Paroquial de Dornelas quer requalificar quatro valências

Aguiar da Beira: Centro Social Paroquial de Dornelas quer requalificar quatro valências

O Centro Social Paroquial de Dornelas, uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) do concelho de Aguiar da Beira, no distrito da Guarda, prevê investir 2,4 milhões de euros na requalificação dos edifícios de quatro valências.

De acordo com um concurso público publicado na segunda-feira em Diário da República, o preço base do procedimento da empreitada de execução da requalificação da Comunidade Inclusiva de Santo António – Fases II a VI, que constitui o polo sede da instituição, é de 2,4 milhões de euros e o prazo de execução do contrato é de 24 meses.

Segundo Ana Fernandes, diretora executiva do Centro Social Paroquial de Dornelas, em Aguiar da Beira, o investimento vai ser realizado com o apoio do Programa PARES (Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais).

A empreitada vai permitir requalificar as instalações do polo mais antigo, criado em 1986, e onde a instituição desenvolve as respostas sociais de Estrutura Residencial para Idosos, Centro de Dia, Comunidade de Inserção e Centro de Atividades Ocupacionais.

A intervenção planeada irá possibilitar que as instalações fiquem “em conformidade com as exigências legais atuais”, referiu hoje a responsável à agência Lusa.

“É para melhorar. Aquele polo, todo ele, precisava de ser requalificado. Era uma necessidade premente da instituição”, acrescentou.

Ana Fernandes disse que a requalificação global do complexo onde funciona a Comunidade Inclusiva de Santo António representava um investimento superior a três milhões de euros e o Centro Social Paroquial de Dornelas não tinha “financiamento possível para intervir”.

Então, como já tinha sido executada uma candidatura no âmbito da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro para a Fase I, “em que o objetivo era resolver prioritariamente algumas questões relacionadas com acessibilidade, com a eficiência energética e com a segurança das pessoas, quer dos colaboradores”, quer dos utentes, a direção da instituição apresentou uma candidatura ao Programa PARES para executar as Fases II a VI.

“Vamos executar as Fases II a VI e vamos requalificar todo o edifício e criar melhores condições de habitabilidade” para os utentes e também melhores “condições de segurança no trabalho” para os trabalhadores, explicou Ana Fernandes.

A diretora executiva adiantou que com a intervenção prevista, no caso da ERPI, a instituição “até reduz a capacidade” do número de utentes, porque o edifício “não vai ser ampliado, vai ser requalificado” para que sejam criadas melhores condições “e isso implica a demolição e a reafetação de áreas no interior do edificado”.

Ana Fernandes reconheceu que o apoio do Programa PARES “é essencial” para a realização das obras que estão projetadas.

O Centro Social Paroquial de Dornelas, localizado na Freguesia de Dornelas, em Aguiar da Beira, é composto por dois polos: Comunidade Inclusiva de Santo António e Comunidade Inclusiva Lage Grande.

A IPSS tem várias respostas sociais e possui um total de 228 utentes e 97 funcionários.

O Centro Social Paroquial de Dornelas “definiu um percurso de qualificação dos serviços e obteve, pela primeira vez, em 2013, a respetiva certificação da Qualidade dos Serviços Sociais pelo referencial Europeu EQUASS (European Quality Assurence for Social Serviçes)”, lê-se na sua página da internet.

Lusa

 

Pode ver também

Ministro da Educação apela em Lamego à execução de centros tecnológicos

O ministro da Educação, Ciência e Inovação, Fernando Alexandre, reuniu esta segunda-feira, 17 de junho, …

Comente este artigo