Home / Notícias / Sátão: Funcionários do setor da distribuição dos CTT, em greve

Sátão: Funcionários do setor da distribuição dos CTT, em greve

Cinco dos sete trabalhadores do posto dos CTT de Sátão, iniciaram esta quinta-feira, 1 de julho, o primeiro de 30 dias de paralisação às duas últimas horas do horário de trabalho. A greve atinge apenas o setor da distribuição.

Os trabalhadores dos CTT, que abrange a distribuição nos concelhos de Sátão e Vila Nova de Paiva, reivindicam da empresa a admissão de mais funcionários, para que seja assegurada a distribuição em período de férias, realçou à Alive Fm, José Fonseca do Sindicato Independente dos Trabalhadores da Informação e Comunicação.

O sindicalista José Fonseca diz também que a contratualização de mais funcionários para o posto dos CTT de Sátão, é urgente, para que seja minimizado o esforço dos trabalhadores quando os colegas entram de baixa de longa duração ou de acidentes de trabalho. José Fonseca diz que a situação está a penalizar também as populações com o atraso na entrega da correspondência. 

Devido à falta de recursos humanos no posto dos CTT de Sátão, não conseguindo prestar às populações um serviço público universal de correios, realça José Fonseca, porque os trabalhadores estão exaustos.

O sindicato está disponível para dialogar com a empresa, caso não seja encontrada uma solução diz José Fonseca, em cima da mesa estão outras formas de luta.

Segundo o sindicalista, os trabalhadores do setor da distribuição do posto dos CTT de Sátão “não aguentam mais os ritmos a que têm sido submetidos e as sobrecargas de serviço.

A paralisação das duas últimas horas do horário de trabalho vai prolongar-se até ao final do mês, caso não sejam ouvidas as reivindicações dos funcionários.

 

Pode ver também

Vários concelhos do distrito de Viseu em risco muito elevado de incêndio devido ao calor

Para esta quinta-feira, 18 de julho, o IPMA (Instituto Português do Mar e Atmosfera) prevê …

Comente este artigo