Home / Notícias / Santa Maria da Feira ajuda Viseu nas comemorações dos 900 anos do foral de D. Teresa

Santa Maria da Feira ajuda Viseu nas comemorações dos 900 anos do foral de D. Teresa

A Câmara de Viseu vai contar com a ajuda da sua congénere de Santa Maria da Feira nas comemorações dos 900 anos do foral doado por D. Teresa à cidade, no âmbito de um acordo hoje celebrado.

“O foral entregue por D. Teresa [mãe de D. Afonso Henriques] é um marco histórico. Vamos assinalá-lo condignamente e a ajuda que nos dão é preciosa”, afirmou o presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas, durante a cerimónia.

O objetivo é que as comemorações deixem “na memória dos viseenses esta data redonda dos 900 anos”, disse o autarca, lembrando o “‘know-how’ extremamente elevado” que o município de Santa Maria da Feira tem nesta área.

“Tem uma empresa municipal [Feira Viva, Cultura e Desporto] com grande dinâmica”, frisou Fernando Ruas, fazendo votos de que o acordo de colaboração no domínio cultural vá para além destas comemorações.

O presidente da Câmara de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa, lembrou que os dois municípios alcançaram um “patamar muito importante nas artes de rua, nas indústrias criativas”, destacando a viagem medieval que acontece no seu concelho.

A vereadora da Cultura na Câmara de Viseu, Leonor Barata, avançou aos jornalistas que o programa das comemorações, a divulgar em breve, arrancará com um desfile medieval.

“Não estamos a celebrar o medievalismo, estamos a celebrar o nosso aniversário como território e, portanto, vamos tentar perceber o que é que é que aconteceu durante estes 900 anos, em que é que nos tornámos e projetarmo-nos para os próximos 900”, esclareceu.

No entanto, segundo a vereadora, ao falar de D. Teresa, há que abordar a idade média e a parceria com a Câmara de Santa Maria da Feira irá “ajudar muito a pôr em prática esse grande evento”

“As nossas equipas vão aproveitar o ‘know-how’, vamos aprender no sentido de adaptar aquilo que tem sido feito [em Santa Maria da Feira] à nossa realidade, que é completamente diferente”, frisou.

Esta parceria não se esgotará no desfile medieval, considerando Leonor Barata que “é sempre positivo partilhar metodologias, dúvidas e estratégias”.

“O território [de Santa Maria da Feira] muda completamente quando a viagem medieval acontece e, portanto, há uma série de estratégias que nós podemos também adotar. Mas há outros pontos em que vamos colaborar e pensar em conjunto, que têm a ver com a ideia dos territórios criativos”, acrescentou.

O acordo de colaboração hoje celebrado é válido por um ano, sendo renovado automaticamente, até 30 de setembro de 2025.

 

Pode ver também

A Freguesia de Touro, no concelho de Vila Nova de Paiva foi novamente distinguida nos prémios Autarquia do Ano

A Freguesia do Touro obteve uma Menção Honrosa, na categoria Ambiente- Urbanismo e boas práticas …

Comente este artigo