Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / S. Pedro do Sul: Antiga cadeia vai ser transformada em Centro de Desenvolvimento Cultural e Inovação Social

S. Pedro do Sul: Antiga cadeia vai ser transformada em Centro de Desenvolvimento Cultural e Inovação Social

O antigo estabelecimento prisional de São Pedro do Sul vai ser transformado em Centro de Desenvolvimento Cultural e Inovação Social, contemplando a biblioteca municipal e uma sala multiúsos.

“Vai haver obras de grande envergadura, com a ampliação de uma parte do edifício, para trás, e, em termos de arquitetura, vai ser mantida a fachada exterior, num investimento de 1,4 milhões de euros”, explicitou a vereadora responsável da Câmara de São Pedro do Sul responsável pelas áreas da Educação e da Cultura.

Teresa Sobrinho indicou que o concurso público para a reabilitação do antigo estabelecimento prisional foi lançado esta quinta-feira e, “apesar do projeto já ter algum tempo, até porque o edifício está fechado, no mínimo, há 15 anos, só agora é que há verbas” para o concretizar.

Parte da verba conseguida chegou através da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Centro, “cerca de 320 mil euros, um prémio pela boa execução de projetos anteriores e nós, Câmara, vamos ter de colocar o resto”, referiu ao autarca.

“Mas consideramos que é um projeto e estrutura de extrema importância. O próprio projeto até já tem o parecer positivo da Biblioteca Nacional e há algum tempo para avançarmos com a biblioteca que é um dos serviços pilares do edifício”, contou.

Teresa Sobrinho adiantou que o edifício terá várias valências, entre elas “a biblioteca com espaços diferenciados, para o grande público, outro infantil e ainda uma área para investigação, estudo, com o arquivo”.

“A ala mais infantil tem também espaço para atividades como desenho e pintura, por exemplo, e ainda um pátio para brincarem ao ar livre” e um “bar de apoio, também com uma esplanada exterior”, revelou a vereadora.

Estes espaços exteriores, disse, à agência Lusa, o vereador responsável pelo pelouro das Obras Públicas, Nuno Almeida, “são os antigos pátios do estabelecimento prisional, que vão ser mantidos, inclusive as fachadas, com a devida requalificação”.

Nuno Almeida acrescentou ainda que o “próprio edifício, que atualmente está devoluto, vai manter a arquitetura original, as fachadas exteriores também e, inclusive, duas salas vão permanecer como estão”.

“Uma das celas da ala masculina, uma vez que era uma prisão mista, vai ficar para que faça parte do espaço museológico, para preservar a memória coletiva, assim como a solitária, no piso inferior, que também vai permanecer como está”, explicou o vereador.

Além da biblioteca, o edifício vai albergar um espaço museológico, onde ficará patente “o espólio dos Castros da Senhora da Guia, que está na posse da Câmara, mas não está exposto”.

A vereadora Teresa Sobrinho disse que “vai haver ainda uma sala para exposições temporárias, um auditório multiúsos, ou seja, muito versátil em que as cadeiras poderão ser retiradas”, e no superior “ficarão os serviços municipais da educação, cultura e ação social”.

O edifício, situado no centro histórico de São Pedro do Sul, remonta à década de 30 do século XX e é de autoria do arquiteto Raul Rodrigues Lima (1909-1979). A última intervenção nele feita ocorreu em 2000, com a remodelação dos espaços de alojamento, obras da responsabilidade da Direção Geral dos Serviços Prisionais.

 

Pode ver também

Câmara de Sátão promove combate à Vespa das Galhas do Castanheiro

O município de Sátão realizou 6 largadas do parasitoide Torymus sinensis, para combate à Vespa …

Comente este artigo