Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Presidente e vice-presidente da Câmara de Sátão, devem pedir desculpas públicas, dizem os socialistas
Presidente e vice-presidente da CM de Sátão

Presidente e vice-presidente da Câmara de Sátão, devem pedir desculpas públicas, dizem os socialistas

Em comunicado, a Comissão Politica do PS Sátão “repudia a vacinação indevida contra a Covid-19, do presidente e do vice-presidente da Câmara de Sátão”. Segundo os socialistas, “esta atitude denota uma total falta de respeito e consideração pelas normas emitidas pela Direção Geral da Saúde (DGS) e pelos concidadãos que deveriam ser vacinados em primeira linha.”

“Tais condutas, denegriram e descredibilizaram o município, por conseguinte a imagem e a credibilidade dos Satenses”, lê-se no comunicado.

A Comissão Politica do PS Sátão diz que, “ o presidente da Câmara de Sátão, Paulo Santos, por inerência do cargo que ocupa, é membro do conselho fiscal da Fundação Elísio Ferreira Afonso do Avelal, que reúne esporadicamente uma ou duas vezes por ano”. “ Pelas funções que exerce, quer na associação, quer como presidente do município, não pertence à primeira linha de vacinação, pelo que, no caso de ter havido sobras da vacina, este como primeiro responsável do concelho, deveria ter declinado o convite e ter proposto/sugerido os cidadãos que reúnem as condições de prioridade”.

Quanto ao vice-presidente da Câmara de Sátão, Alexandre Vaz, o comunicado da Comissão Politica do PS Sátão diz que, “se efetivamente praticou voluntariado, como alega, no lar As Abelhinhas, instituição do concelho de Viseu, deveria também ter apoiado as instituições do concelho onde é vice-presidente, que foram fortemente afetadas por surtos da Covid-19, tendo algumas emitido alertas para que as ajudassem nestes momentos muito difíceis”.

A concelhia do PS Sátão refere ainda que, “o vice-presidente, segundo a DGS , também não fazia parte do grupo prioritário de vacinação, o mesmo sucedendo com os familiares vacinados”.

“Tas comportamentos demonstram uma total falta de solidariedade, respeito e consideração, pelas regras instituídas pela DGS e ditadas pelo direito ética, moral e honradez, bem como pelos cidadãos que, se não fossem estes expedientes habilidosos, estariam à sua frente na vacinação”, refere o comunicado dos socialistas.

A Comissão Politica do PS Sátão, “lamenta tais atitudes, que abalam profundamente a credibilidade e dignidade do município de Sátão, esperando que as instituições do Estado atuem em conformidade, devendo estes responsáveis, de imediato, redimir-se e pedir desculpas públicas aos satenses e à sociedade em geral”.

 

Pode ver também

V.N.Paiva: Reunião de Câmara – 70.000.00€ de Apoio a Lares e Associações do Concelho

Realizou-se na manhã desta sexta-feira, 5 de março, a quarta reunião de câmara de 2021, …

Comente este artigo