Home / Notícias / Polícia Judiciária detém suspeito de atear incêndio florestal em Viseu

Polícia Judiciária detém suspeito de atear incêndio florestal em Viseu

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem de 59 anos, por ser suspeito de ter ateado um incêndio florestal na localidade de Salgueira, no concelho de Viseu.

“O suspeito, com uso de chama direta (isqueiro), ateou o incêndio na floresta, em zona com vasta mancha florestal, com continuidade vertical e horizontal, confinante com a zona urbana”, afirma a PJ num comunicado de imprensa, divulgado hoje.

A força policial refere que o incêndio “teria proporções mais gravosas, caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos meios de combate com várias viaturas dos bombeiros, uma equipa helitransportada da UEPS [Unidade de Emergência de Proteção e Socorro] da GNR e um meio aéreo”.

Segundo o documento o “homem, de 59 anos, divorciado”, é suspeito “pela presumível prática de um crime de incêndio florestal, ocorrido no dia 25 de junho de 2023, na localidade de Salgueiral, União de freguesias de Coutos de Viseu”.

“A atuação do suspeito colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, habitações e a grande mancha florestal com cerca de 200 hectares”, destaca o documento.

Na nota de imprensa enviada à agência Lusa, a Judiciária esclarece que a detenção foi feita através da diretoria do Centro, com a colaboração do Núcleo de Proteção do Ambiente da GNR de Viseu e do Grupo de Trabalho para a Redução de Ignições em Espaço Rural do Centro.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por convenientes, refere a Polícia Judiciária.

Lusa

 

Pode ver também

Livro de Alberto Almeida recorda “Lamego na Construção de Abril”

O Município de Lamego continua a apoiar ativamente todas as manifestações culturais existentes no concelho, através, …

Comente este artigo