Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Operação Éter: Autarca de Viseu diz estar “muito tranquilo”
Almeida Henriques presidente CM Viseu

Operação Éter: Autarca de Viseu diz estar “muito tranquilo”

Almeida Henriques é acusado de receber avenças mensais de mais de 1.200 euros para facilitar negócios ao empresário viseense José Agostinho.

O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques (PSD), disse esta segunda-feira que está “muito tranquilo” relativamente às investigações relacionadas com a operação Éter e que pretende prestar contas aos viseenses em 2021.

Durante a reunião da Assembleia Municipal desta segunda-feira, deputados municipais questionaram o autarca sobre notícias publicadas nos últimos dias, segundo as quais receberia avenças mensais de mais de 1.200 euros para facilitar negócios ao empresário viseense José Agostinho (da Tomi World), um dos acusados no processo da Operação Éter, que envolve o Turismo do Porto e Norte.

A minha consciência é o meu juiz e eu estou muito tranquilo. Tenho percurso de vida pública de 40 anos, ele fala por si. Os viseenses deram-me um mandato e eu vou prestar contas dele em 2021”, respondeu Almeida Henriques aos deputados.

O deputado do CDS/PP, Francisco Mendes da Silva, disse que as notícias “causam preocupação e alarme social”, mas devem ser evitados “populismos desnecessários e a degradação do respeito” que todos devem ter.

É de pedir uma pronúncia, que nos dê nota daquilo que sabe relativamente ao que está por detrás destas notícias”, afirmou.

Já o deputado socialista Alberto Ascensão começou por declarar: “à justiça o que é da justiça, à política o que é da política”.

No entanto, considerou que Almeida Henriques, dentro do que lhe fosse possível, deveria esclarecer a Assembleia Municipal, que é o órgão fiscalizador do município.

A Assembleia precisa de ver desmontado aquilo que eventualmente esteja mal contado”, realçou.

A 25 de outubro do ano passado, em conferência de imprensa, Almeida Henriques considerou “uma encenação muito rebuscada” a sua ligação ao empresário José Agostinho.

Não sei quem é que a está a fazer, mas como é que se pode vir a público dizer que o José Agostinho é um testa de ferro do cidadão Almeida Henriques?”, questionou o autarca social-democrata.

Nesse dia, Almeida Henriques disse não ter, nem nunca ter tido, negócios na área de José Agostinho, apesar de, no passado, enquanto empresário, ter tido “sociedades com muita gente”.

 

Pode ver também

Festival de cinema Vista Curta de Viseu alarga o olhar sobre a África lusófona

O festival de cinema VistaCurta, organizado pelo Cine Clube de Viseu, propõe um “olhar especial” …

Comente este artigo