Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Multinacional investe cerca de 200 ME em central solar em Vila Nova de Paiva

Multinacional investe cerca de 200 ME em central solar em Vila Nova de Paiva

O concelho de Vila Nova de Paiva vai acolher a Central Solar Paiva, da Lightsource bp, um investimento de 200 milhões de euros (ME), que recebeu hoje parecer positivo na Declaração de Impacte Ambiental.

A “Lightsource bp recebeu a Decisão de Impacte Ambiental positiva relativa à instalação da Central Solar do Paiva, o primeiro projeto da empresa em Portugal, num investimento global na ordem dos 200 milhões de euros”, anuncia a multinacional num comunicado.

Segundo a nota, enviada à agência Lusa, a Declaração de Impacte Ambiental (DIA) concluiu que “o projeto, que prevê funcionamento da central nos próximos 35 anos”, trará efeitos “positivos para o ambiente e, também, para a criação de emprego na região”.

“Este projeto de larga escala, que a Lightsource bp se encontra a desenvolver em Portugal, em articulação com os municípios e as comunidades locais, ascende a uma potência total superior a 260 MW, que vai permitir gerar energia suficiente para mais de 100.000 lares por ano”, refere o documento.

De acordo com a DIA, esclarece a nota de imprensa, “o projeto contribui para a diversificação das fontes energéticas do país e para o cumprimento dos compromissos assumidos pelo Estado português no que diz respeito à produção de energia”.

Energia essa, acrescenta, feita “a partir de fontes renováveis e à redução da emissão de gases com efeito de estufa (GEE), evitando a emissão de 157.575 toneladas de CO2 por ano”.

O responsável pela empresa em Portugal, Miguel Lobo, afirma, citado na nota de imprensa, que “a energia solar é a aposta segura para acelerar a descarbonização, promover o uso dos recursos endógenos e a diversificação de fontes de energia”.

“E um planeta mais sustentável para as gerações futuras, com um relevante contributo do nosso país. Para tal, esse caminho tem de ser feito já, e não podíamos estar mais felizes por fazer parte do processo”, assegura Miguel Lobo.

O investimento, segundo o documento, “inclui também, a criação de emprego, a aquisição de serviços locais, melhorias nas infraestruturas, preservação da biodiversidade, promoção do património cultural e iniciativas comunitárias”.

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Paiva, Paulo Marques, disse à agência lusa que recebeu esta notícia “com naturalidade, porque trata-se de projetos sustentáveis, bem feitos, que vão valorizar o território”.

“É mais um passo rumo ao desenvolvimento e uma maneira de mostrar a todos que, de facto, conseguimos e podemos investir aqui. Temos esta central para Vila Nova de Paiva e Queiriga, e temos outras para investirem noutras freguesias do concelho”, afirmou.

Paulo Marques disse ainda que Vila Nova de Paiva “é a capital ecológica” e lembrou uma expressão que usa, ao defender que o concelho tem “uma pegada carbónica que é menor que zero”.

Para o projeto avançar, “só falta a licença camarária, mas também não haverá dificuldades para a obter”, acredita o autarca.

“Nós apostamos muito nas energias renováveis e esperamos, em dois, três anos ter aqui várias centrais solares. Todo um investimento direto e indireto no concelho com a presença de trabalhadores e a criação de emprego”, sublinhou.

Presente em 18 países, “a Lightsource bp é líder mundial no desenvolvimento e gestão de projetos de energia solar”, de acordo com a sua página na Internet.

 

Pode ver também

Lamego. Parque Biológico prepara “Natal na Floresta”

O espírito natalício já envolve o Parque Biológico da Serra das Meadas, em Lamego, e …

Comente este artigo