Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Helicoptro do INEM de Viseu parado 20 horas por mês

Helicoptro do INEM de Viseu parado 20 horas por mês

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) proibiu vários pilotos da emergência médica helitransportada do INEM de voarem por falta de treinos e formações obrigatórias.

A decisão está a deixar no chão, em determinadas horas do dia, as aeronaves contratadas pelo Estado à empresa britânica Babcock por 38,7 milhões de euros.

Perante a decisão do regulador aéreo nacional, há vários operacionais que não podem voar. Acresce ainda que há pilotos e copilotos que, apesar de poderem operar as aeronaves, não o estão a fazer devido ao excesso de horas em que incorreriam.

Os helicópteros de Macedo de Cavaleiros e de Viseu têm sido os mais afetados, dos quatro existentes, principalmente à noite.

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) acredita que estes “constrangimentos estarão em vias de serem ultrapassados”.

JN

 

Pode ver também

Lamego atribui prémio literário Fausto Guedes Teixeira

No âmbito do festival literário “Lamego Cidade Poema”, a Câmara Municipal de Lamego vai atribuir …

Comente este artigo