Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Greve dos trabalhadores não docentes ronda os 90% no distrito de Viseu

Greve dos trabalhadores não docentes ronda os 90% no distrito de Viseu

A Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais convocou para esta sexta-feira uma greve do pessoal não docente. A instituição quer 6 mil novos trabalhadores.

Os trabalhadores não docentes dos estabelecimentos de ensino estão em greve, em protesto contra a “falta crónica” de funcionários nas escolas.

A greve foi convocada pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, com o argumento de que a falta de pessoal não docente se arrasta sem solução há anos, apesar das promessas dos sucessivos governos e que o problema se agravou no presente ano letivo.

A estrutura sindical exige ainda o fim da precariedade, a integração dos atuais trabalhadores precários e a contratação imediata de mais 6.000 trabalhadores para os quadros.

A lista de reivindicações inclui ainda uma nova portaria de rácios e dignificação salarial e funcional e o fim do processo de descentralização das escolas públicas, e um ensino universal, inclusivo e de qualidade.

No distrito de Viseu são vários os estabelecimentos de ensino que estão encerrados, no concelho de Sátão todas as escolas públicas estão fechadas.

A greve dos trabalhadores não docentes encerrou também todas as escolas do concelho de Vila Nova de Paiva, confirmou esta manhã João Adelino, diretor do Agrupamento de Escolas

Às 11h00 segundo confirmou à Alive Fm fonte do Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública da Zona Centro, estava encerrada 26 escolas, nos concelhos de Tondela, Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão, Vouzela, Vila Nova de Paiva e Sátão.

Em atualização.

 

Pode ver também

Penalva do Castelo com 4 casos ativos da Covid-19

O concelho de Penalva do Castelo registou ontem, dois novos casos que testaram positivo à …

Comente este artigo