Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Ex-trabalhadores das minas de urânio da Urgeiriça fazem vigília de protesto

Ex-trabalhadores das minas de urânio da Urgeiriça fazem vigília de protesto

A Associação dos Ex-Trabalhadores das Minas de Urânio (ATMU) vai realizar amanhã, junto ao monumento ao Mineiro, na Urgeiriça, em Nelas, uma vigília de protesto para mostrar a sua indignação pelo adiamento da recuperação ambiental das habitações.

Esta recuperação faz parte de um compromisso do Governo que assinou, em 2008, um protocolo com a então comissão de moradores”, no qual “ficaram estabelecidos os métodos e o âmbito das obras a levar acabo, bem como a importância da sua celeridade, e que ainda não foi cumprido, referiu à Alive Fm António Minhoto presidente da Associação dos Ex-Trabalhadores das Minas de Urânio.

António Minhoto lembra que “os grupos parlamentares manifestaram-se sensibilizados para com o documento” apresentado na Assembleia da República, comprometendo-se a interpelar o Governo, tendo em consideração não só o relatório da visita da Comissão Parlamentar do Ambiente, em 2018, bem como a Resolução da Assembleia da República aprovada por unanimidade”.

Uma outra preocupação apontada pela ATMU é a “ausência de resposta por parte do senhor secretário de Estado da Energia, à exposição que foi apresentada no seguimento de um pedido de audiência”.

A associação já tinha anunciado que vai também apresentar uma queixa junto do Tribunal Internacional dos Direitos Humanos, dando seguimento a uma moção aprovada em 2017, uma vez que foram “ultrapassados todos os prazos estabelecidos, assim como a razoabilidade aceite pelos moradores”, refere António Minhoto.

A Associação dos Ex-Trabalhadores das Minas de Urânio (ATMU) vai realizar uma vigília de protesto para mostrar a sua indignação pelo adiamento da recuperação ambiental das habitações.

 

Pode ver também

Freguesia de Côta – Apoio ao Estudo aos Alunos

A Junta de Freguesia de Côta (Viseu), elaborou e aprovou um Regulamento para o Apoio …

Comente este artigo