Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Ex-trabalhadores das minas de urânio da Urgeiriça fazem vigília de protesto

Ex-trabalhadores das minas de urânio da Urgeiriça fazem vigília de protesto

A Associação dos Ex-Trabalhadores das Minas de Urânio (ATMU) vai realizar amanhã, junto ao monumento ao Mineiro, na Urgeiriça, em Nelas, uma vigília de protesto para mostrar a sua indignação pelo adiamento da recuperação ambiental das habitações.

Esta recuperação faz parte de um compromisso do Governo que assinou, em 2008, um protocolo com a então comissão de moradores”, no qual “ficaram estabelecidos os métodos e o âmbito das obras a levar acabo, bem como a importância da sua celeridade, e que ainda não foi cumprido, referiu à Alive Fm António Minhoto presidente da Associação dos Ex-Trabalhadores das Minas de Urânio.

António Minhoto lembra que “os grupos parlamentares manifestaram-se sensibilizados para com o documento” apresentado na Assembleia da República, comprometendo-se a interpelar o Governo, tendo em consideração não só o relatório da visita da Comissão Parlamentar do Ambiente, em 2018, bem como a Resolução da Assembleia da República aprovada por unanimidade”.

Uma outra preocupação apontada pela ATMU é a “ausência de resposta por parte do senhor secretário de Estado da Energia, à exposição que foi apresentada no seguimento de um pedido de audiência”.

A associação já tinha anunciado que vai também apresentar uma queixa junto do Tribunal Internacional dos Direitos Humanos, dando seguimento a uma moção aprovada em 2017, uma vez que foram “ultrapassados todos os prazos estabelecidos, assim como a razoabilidade aceite pelos moradores”, refere António Minhoto.

A Associação dos Ex-Trabalhadores das Minas de Urânio (ATMU) vai realizar uma vigília de protesto para mostrar a sua indignação pelo adiamento da recuperação ambiental das habitações.

 

Pode ver também

Homem morreu eletrocutado em Tarouca

Um homem de 28 anos morreu este domingo, depois de ter sofrido uma eletrocussão num …

Comente este artigo