Home / Notícias / Escavações arqueológicas em Vouzela “desenterrou” espaço funerário e vários objetos

Escavações arqueológicas em Vouzela “desenterrou” espaço funerário e vários objetos

Entre 25 de junho e 8 de julho, tiveram lugar campanhas de escavação em dois sítios arqueológicos do concelho de Vouzela

Na Mamoa da Seixosa, entre Vila Nova e Sacorelhe, freguesia de Ventosa, deu-se por concluída a escavação da parte central do sepulcro, onde se localizava o espaço funerário propriamente dito. O monumento tem cerca de 4500 anos, pertence ao período designado Calcolítico e encerraria os restos mortais de indivíduos pertencentes a uma elite social.

A sua destruição em época recente, como resultado da extração das lajes de granito que o delimitavam, arruinou irreversivelmente a recuperação de muitos dos vestígios dos rituais funerários que aqui tiveram lugar. Porém, foi ainda possível encontrar diversos objetos, tais como pontas de seta, punhais e machados de guerra em pedra, assim como alguns fragmentos de vasos em cerâmica, que acompanhavam os defuntos.

No sítio dos Lameiros Tapados, na zona da Penoita, acima de Ventosa, continuou-se a escavação de uma casa de habitação sazonal datada dos séculos X e XI. Já em 2019 se havia estudado uma outra casa adjacente, do mesmo período. Ambas fazem parte de uma povoação antiga que teria sido usada na época estival durante o pastoreio das terras mais altas da montanha. A casa escavada este ano albergaria pessoas e animais e ali foi identificada uma lareira e restos de alguidares e panelas fabricados de cerâmica característica daqueles séculos.

Estes trabalhos resultam de protocolos de colaboração firmados entre o Município e as Universidades do Algarve e Nova de Lisboa, respetivamente, que visam o estudo e a valorização do património cultural vouzelense.

Os resultados serão apresentados nas III Jornadas de Arqueologia de Vouzela-Lafões, que se realizarão nos dias 17 e 18 de novembro próximo, durante as quais se inaugurará também uma exposição temporária sobre estes projetos no Museu Municipal de Vouzela.

 

Pode ver também

O município de Sátão iniciou recolha porta a porta de materiais para reciclagem

O município de Sátão iniciou a recolha porta a porta de materiais para reciclagem junto …

Comente este artigo