Home / Notícias / Empresa investe mais de 2 ME no aeródromo municipal de Viseu

Empresa investe mais de 2 ME no aeródromo municipal de Viseu

Uma empresa especializada em manutenção, operação e locação de meios aéreos para combate a incêndios florestais vai investir mais de dois milhões de euros (ME) no aeródromo de Viseu, no âmbito de um protocolo hoje celebrado com a Câmara.

A empresa Agro-Montiar, que atualmente tem sede em Tondela e base de operações em Viseu, vai construir novo hangar e criar um centro de formação aeronáutica multidisciplinar no aeródromo da capital de distrito.

Desta forma, segundo a autarquia, a Agro-Montiar vai expandir a sua área de atuação, “procurando colmatar as necessidades crescentes do ponto de vista logístico e formativo, ao construir um hangar de maiores dimensões, que permitirá deslocar a sua sede para Viseu e garantir todas as restantes funcionalidades necessárias à sua operação”.

“Para além de garantirem a instalação da operação ao serviço da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, mais concretamente no combate a incêndios com aeronaves anfíbio, e a manutenção das mesmas, a Agro-Montiar vai ainda executar um novo Centro de Formação Aeronáutica, com vista à formação de pilotos, técnicos de manutenção de aeronaves e outros profissionais da aviação”, acrescentou.

O presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas, congratulou-se com a assinatura do protocolo, uma vez que prevê um investimento que ajudará o aeródromo a ser mais atrativo.

“Este é um investimento significativo e que envolve um número razoável de postos de trabalho [cerca de 20]”, frisou o autarca social-democrata, mostrando-se convicto de que este projeto “será extremamente favorável a que o aeródromo possa dar um salto promissor, que contribua, ainda mais, para o desenvolvimento local e regional”.

No início deste ano, Fernando Ruas avançou aos jornalistas que a Câmara tinha recebido “uma série de pedidos para investimentos no aeródromo”.

No seu entender, “o aeródromo tem de estar cada vez mais atrativo” para que seja possível, futuramente, “equilibrar as contas”.

 

Pode ver também

II Passeio TT “Terras do Demo” saiu para a estrada com 85 jipes

Foram 30 quilómetros cheios de adrenalina pura. O II Passeio TT “Terras do Demo” realizou-se …

Comente este artigo