Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões exige “requalificação urgente” do IP5

Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões exige “requalificação urgente” do IP5

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões exigiu ao Governo a “requalificação urgente” do Itinerário Principal (IP) 5, atendendo ao estado de degradação em que se encontra desde a transformação de parte do seu traçado em autoestrada.

Em comunicado, o conselho intermunicipal da CIM lembrou que, após a sua construção, na década de oitenta do século passado, o IP5 (entre Aveiro e Viseu) “rapidamente se transformou num dos principais eixos rodoviários de Portugal”, registando “elevado nível de sinistralidade”.

“Com a transformação de grande parte do traçado do antigo IP5 em autoestrada (A25), verifica-se um completo abandono da manutenção, em toda a sua extensão”, lamentou.

Segundo a CIM, “o estado de degradação do IP5 tem vindo a agravar-se ao ponto de a circulação constituir um elevado risco para os utentes”, tendo já havido “vários acidentes, alguns dos quais fatais”.

A isto acresce o “elevado risco para a segurança dos residentes nas proximidades dos troços em causa”, frisou a estrutura intermunicipal, lembrando que, “ainda recentemente, houve a lamentar mais um trágico acidente, do qual resultou a morte de uma jovem” que vivia em Oliveira de Frades.

“O IP5 é uma via de extrema importância para a economia dos concelhos que atravessa, para a região Viseu Dão Lafões e para Portugal. Devido ao elevado tráfego rodoviário (nomeadamente de veículos pesados), a sua deficiente manutenção tem contribuído para um elevado risco de segurança”, sublinhou.

A CIM pediu também ao Governo “a isenção do pagamento de portagens na A25, nos nós de acesso existentes” no seu território, até à conclusão da intervenção pedida.

Lusa

 

Pode ver também

Empresários de Viseu queixam-se do preço da energia

Os deputados sociais-democratas eleitos pelo círculo eleitoral do distrito de Viseu disseram hoje, à agência …

Comente este artigo