Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Câmara de Viseu vai ficar responsável pelo antigo IP5, IP vai pagar 1,4 milhões de euros

Câmara de Viseu vai ficar responsável pelo antigo IP5, IP vai pagar 1,4 milhões de euros

A Câmara de Viseu vai ficar responsável por um troço de quase dez quilómetros do antigo Itinerário Principal (IP) 5, mediante o pagamento de cerca de 1,4 milhões de euros da Infraestruturas de Portugal.

O autarca Almeida Henriques lembrou que tinha pedido “o IP5 na sua totalidade, mas a Infraestruturas de Portugal considera que entre o Caçador e o acesso à A24 é uma estrada de ligação entre duas autoestradas e, portanto, não pode ser municipalizada”.

Neste âmbito, acrescentou, o acordo prevê apenas “cerca de 10 quilómetros, que vão desde o nó de acesso à A24 até ao limite do concelho, no nó da Penoita”, recebendo o município 1,4 milhões de euros para “obras de reposição de bom estado de conservação” daquele troço.

“Neste troço, a expensas da Câmara, iremos avançar com o nó da ligação do IP5 à freguesia da Boa Aldeia, Farminhão e Torredeita, que será uma obra direta do município”, avançou Almeida Henriques.

A autarquia continuará a sensibilizar a IP para a necessidade de requalificar o troço que se manterá sob a sua responsabilidade, “até para depois não ser tão notório que uma parte fica completamente requalificada e outra não”.

“A IP fica com a pressão de fazer uma requalificação idêntica à que vamos fazer no troço desqualificado”, considerou.

O segundo acordo de mutação dominial visa a integração na rede viária do município do troço da Estrada Nacional 229 entre a Betão Liz e o acesso ao IP5.

Segundo Almeida Henriques, este troço é importante para a concretização da rotunda junto ao antigo matadouro, que facilitará a ligação entre Viseu e Sátão.

Câmara de Viseu vai ficar com 10 quilómetros do antigo IP5, a IP vai pagar 1,4 milhões de euros a requalificação daquele troço.

 

Pode ver também

Três estreias e dois adiamentos no Teatro Viriato devido à covid-19

Três espetáculos estreiam-se no Teatro Viriato, de Viseu, até ao final de março, apesar das …

Comente este artigo