Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Câmara de Nelas com nova Equipa de Intervenção Permanente

Câmara de Nelas com nova Equipa de Intervenção Permanente

Município de Nelas reforça proteção à população com criação de segunda Equipa de Intervenção Permanente [EIP], em parceria com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil [ANEPC]

A assinatura do protocolo decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, e contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Nelas, Joaquim Amaral, do Comandante Operacional Distrital de Viseu, Miguel Ângelo David, do Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Nelas, Manuel Rodrigues, e do Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Canas de Senhorim, Germano Simão, os Comandantes das Corporações, entre outros elementos, que se congratularam com o pronto acolhimento para a criação das duas equipas por parte do Executivo Municipal.

“Um investimento na proteção das pessoas e bens, apoio às populações, que após homologação pela tutela, se prevê entrar em funcionamento a partir de julho/agosto próximos, permitindo assim uma cobertura de horário mais alargada, e que cumpre mais um dos desígnios do programa de ação deste executivo e que muito nos honra”, nas palavras do edil, Joaquim Amaral.

Este protocolo regula as condições de contratação, funcionamento e manutenção das EIP´s, sendo que a renumeração dos elementos das equipas vai ser comparticipada, em partes iguais, pela Câmara Municipal e pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, à semelhança do que já acontece com as primeiras EIP´s.

Composta por 5 bombeiros, cada equipa tem a missão de assegurar, em permanência, serviços de socorro às populações e de defesa dos seus bens, designadamente em caso de incêndio, inundações, desabamentos, acidentes, catástrofes, desencarceramentos, apoio a sinistrados e minimização de riscos, bem como cooperar em outras atividades de Proteção Civil, nomeadamente no levantamento de pontos de água para meios terrestres e/ou aéreos, bem como em perímetros florestais específicos, levantamento e estudo de vias de acesso em terrenos e perímetros florestais, e das necessidades de desimpedimento de caminhos florestais, avaliação estatística de épocas críticas, levantamento e otimização de trajetos alternativos dentro da área de atuação própria (AAP), verificação periódica de bocas-de-incêndio e levantamento de locais sem bocas-de-incêndio, levantamento de risco em infraestruturas habitacionais, avaliação de meios de evacuação, desenfumagem, sinalização, treino da otimização do desempenho e prontidão nos diversos tipos de ocorrência, simulacros internos em diversos teatros de operações (TO) e ações de sensibilização, sem prejuízo da prontidão do socorro e apoio às populações no domínio da ação social.

 

Pode ver também

Seca: Municípios da CIM Viseu Dão Lafões, Governo e APA reúnem para planear recursos hídricos

Com o objetivo de contextualizar a situação de seca severa que afeta o território de …

Comente este artigo