Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / BE recolhe postais para exigir ao primeiro ministro comboio para Viseu

BE recolhe postais para exigir ao primeiro ministro comboio para Viseu

O Bloco de Esquerda (BE) de Viseu recolheu 500 postais para enviar ao primeiro-ministro, António Costa, para exigir a ligação ferroviária Aveiro-Viseu-Mangualde, por uma “questão de justiça” para a região e por questões ambientais.

“A ligação entre a Linha do Norte, em Aveiro, e a Linha da Beira Alta, em Mangualde, com paragem em Viseu, é prioritária para o Interior e para [as regiões] Centro e Norte de Portugal. Não é uma prenda de Natal que exigimos, é mesmo uma questão de justiça para toda uma região esquecida!”, afirma, numa nota hoje divulgada o BE.

Para “dar força a esta reivindicação”, os bloquistas de Viseu promoveram, nesta cidade, no dia 24 de dezembro, a iniciativa “Blocomotiva”, durante a qual recolheu “500 assinaturas em postais”, para enviar ao primeiro-ministro.

Aquela via também melhorará “a ligação entre os vários concelhos servidos por comboio nas beiras, diminuindo a distância ao litoral”, sublinha o documento.

A ligação de Aveiro a Mangualde, com paragem no concelho de Viseu, lembra o comunicado, está prevista – de acordo com a apresentação feita pelo Governo, em 19 de abril de 2021 – no processo para a criação do Plano Ferroviário Nacional.

“Mas para já não passa de uma intenção, é preciso colocar o acesso a Viseu nas prioridades do futuro Plano Ferroviário Nacional”, alerta o BE, defendendo “uma visão modernizadora de toda a rede ferroviária”.

Neste sentido, considera “prioritário realizar os investimentos necessários para que o transporte ferroviário substitua efetivamente o transporte rodoviário”, por ser um “passo fundamental” para atingir os objetivos para a neutralidade carbónica e para a descarbonização da economia.

O partido aponta ainda a atitude do deputado socialista pelo círculo eleitoral de Viseu e presidente da Distrital do PS, José Rui Cruz, que, após a apresentação do Governo, “descredibilizou a solução dizendo que tem dúvidas de que a nova linha ferroviária Aveiro-Mangualde seja uma realidade”.

O BE destaca que a concretização da ferrovia entre Aveiro, Viseu e Mangualde, a ligar com a linha da Beira Alta e com o distrito da Guarda, que por sua vez liga com a Linha da Beira Baixa, deixaria, segundo números do próprio Governo, Fornos de Algodres a uma hora do Porto e a Guarda a uma hora de Aveiro”.

“Viseu é a maior cidade europeia sem comboio, e uma das três capitais de distrito do país sem ligação ferroviária. Esta tem sido uma das principais reivindicações para o distrito de Viseu, desde que perdeu a ligação ferroviária em 1990”, sublinha.

O documento lembra que Viseu era servido por duas linhas: a Linha do Dão (inaugurada em 1890), entre Viseu e Santa Comba Dão, onde entroncava na Linha da Beira Alta (inaugurada em 1882), e a Linha do Vale do Vouga (concluída em 1914), entre Espinho e Viseu.

 

Pode ver também

Novo espaço verde vai abrir ao público no centro de Viseu

Um novo espaço verde com mais de dois hectares vai ficar disponível para fruição pública …

Comente este artigo