Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Autárquicas: Mafalda Vilarigues (CDU) continua na luta por Penalva do Castelo

Autárquicas: Mafalda Vilarigues (CDU) continua na luta por Penalva do Castelo

A candidata da CDU à Câmara Municipal de Penalva do Castelo, Mafalda Vilarigues, volta a candidatar-se, porque continua a acreditar que o projeto da coligação para o concelho “é o melhor” para os interesses da população.

“Continuo a achar que este projeto da CDU é o melhor para Penalva do Castelo. Não chegámos a eleger nenhum mandato, nem deputado na assembleia municipal, mas os interesses da população continuam a ser a nossa luta diária”, defendeu Mafalda Vilarigues.

Aos 47 anos, repete o desafio de 2017 “por continuar a fazer sentido lutar pela presença da CDU nos órgãos municipais”, uma vez que, justificou à agência Lusa, “os concelhos onde a CDU é força local têm tido reconhecimento de bons projetos e de uma boa força política”.

Mafalda Vilarigues, que disse que é a pessoa que representa uma equipa que trabalha em prol dos interesses da população de Penalva do Castelo e, isso, “é uma luta que acontece no dia a dia, há muitos anos”.

A candidata da coligação que reúne o Partido Comunista Português (PCP) e o Partido Ecologista Os Verdes (PEV), técnica de informática de formação, lembrou as lutas em que o partido esteve envolvido, “como no combate ao fecho de balcões de atendimento” no concelho e, a título de exemplo, apontou o serviço de finanças.

“Mas mantemo-nos sempre ativos em várias frentes. Os penalvenses devem ter melhor educação, mais cultura, melhor saúde e proteção social. Continuamo-nos a debater na preservação do ambiente e do património natural, o direito à habitação e aos transportes”, enumerou.

A candidata também destacou “os direitos dos trabalhadores agrícolas”, uma vez que é um concelho onde “a agricultura prevalece, nomeadamente com produtos como a vinha e a mação, assim como o queijo” da serra da Estrela.

“Agora o presidente da câmara está com uma grande bandeira chamada ETAR [estação de tratamento de águas residuais], mas estamos na segunda década do século XXI. Se eu comparar com a minha terra natal, Arraiolos [Évora], as ETAR já estão feitas desde a década de 80 do século passado”, apontou.

No seu entender, Penalva do Castelo “já devia estar com outras preocupações, que não as básicas” e, enquanto funcionária de uma estação de serviço, Mafalda Vilarigues disse que contacta “muita gente e isso ajuda a conhecer melhor os anseios das pessoas e dos penalvenses em particular”.

“Queremos eleger um vereador ou deputado municipal, porque nós somos a voz ativa das populações e a voz das pessoas é muito importante, é a que mais interessa. É a voz delas que tem de se fazer ouvir junto do poder”, defendeu.

Neste sentido, deu como exemplo “as próprias assembleias municipais, onde o cidadão poderia ter voz ativa, mas isso não acontece, porque elas realizam-se em horário laboral e assim é difícil as pessoas marcarem presença para exporem os seus problemas”.

Mafalda Vilarigues concorre à Câmara Municipal de Penalva do Castelo, nas eleições marcadas para 26 de setembro, com o atual presidente, Francisco Carvalho, (PS) e ainda Pedro Monteiro (PSD).

Em 2017, O PS obteve quatro mandatos, ao conquistar 67,87% dos votos, e a oposição, a coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM, que conseguiu 24,74% do eleitorado, conquistou um mandato. Na altura havia 8.160 cidadãos inscritos dos quais votaram 64,73%.

 

Pode ver também

Autárquicas: PAN quer dinamização de espaços verdes em Viseu

A porta-voz do PAN (Pessoas-Animais-Natureza), Inês de Sousa Real, defendeu que, as autarquias têm um …

Comente este artigo