Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Autarca de Sátão não pede desculpas públicas por ter sido vacinado conta a Covid-19
Paulo Santos - presidente da Câmara Municipal de Sátão

Autarca de Sátão não pede desculpas públicas por ter sido vacinado conta a Covid-19

A Comissão Politica do PS Sátão repudiou em comunicado no passado dia 13 de fevereiro, “a vacinação indevida contra a Covid-19, do presidente e do vice-presidente da Câmara de Sátão”. Segundo os socialistas, “esta atitude denotou uma total falta de respeito e consideração pelas normas da Direção Geral da Saúde (DGS) e pelos munícipes que devem ser vacinados em primeira linha”.

Os socialistas , “lamentam também tais atitudes, que puseram em causa a credibilidade e dignidade do município de Sátão”, esperando que as instituições do Estado atuem em conformidade, e o presidente Paulo Santos e Vice-presidente Alexandre Vaz, deviam pedir desculpas públicas aos satenses, refere o comunicado do PS.

O caso foi levantado na reunião da Assembleia Municipal de Sátão, pelo deputado da oposição PNT, António José Carvalho, questionou o autarca Paulo Santos, o porquê de ainda não ter feito o pedido de desculpas.

Pela primeira vez e publicamente, o autarca Paulo Santos, disse que foi contactado pela Fundação Elísio Ferreira Afonso, para ser vacinado contra a Covid-19, porque o seu nome fazia parte da lista das pessoas a vacinar, tal como, de todos os elementos dos corpos sociais da instituição. Uma lista que diz o autarca de Sátão foi aprovada pela autoridade de saúde.

Paulo Santos diz que, todo o processo que envolveu a sua vacinação contra a Covid-19 foi feito às claras. No regresso à reunião de câmara que decorria na manhã do passado dia 15 de janeiro, o autarca disse a todos os vereadores presentes que tinha acabado de ser vacinado.

Pedir desculpas públicas como pretende a conselhia do PS de Sátão, o autarca refere que, não o faz, porque como diz “não é culpado”.

O autarca de Sátão diz ainda que, “não contem com ele para alimentar polémicas na praça pública ou nas redes sociais”.

Paulo Santos, presidente da Câmara de Sátão, por inerência é membro do conselho fiscal da Fundação Elísio Ferreira Afonso no Avelal, instituição onde foi vacinado contra a Covid-19, sem que fizesse parte da lista prioritária.

Alexandre Vaz, vice-presidente da câmara de Sátão, também já foi vacinado no lar As Abelhinhas, instituição que pertence ao concelho de Viseu.

 

Pode ver também

Covid-19: Penalva do Castelo regista 11 novos casos em 4 dias

O concelho de Penalva do Castelo registou em quatro dias 11 novos casos que testaram …

Comente este artigo