Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Aprovadas candidaturas para a “Valorização Turística” de Castro Daire e São Pedro do Sul

Aprovadas candidaturas para a “Valorização Turística” de Castro Daire e São Pedro do Sul

Foi aprovada, pela Comissão Diretiva do POR CENTRO 2020, uma candidatura promovida pela ADRIMAG, para o desenvolvimento do projeto-âncora “Valorização e Qualificação da Rota da Água e da Pedra das Montanhas Mágicas”.

Este projeto-âncora é composto por três ações promovidas pelos Municípios de Castro Daire, São Pedro do Sul e Sever do Vouga.

Intervenção Global no São Macário (ponto A13 da RAP) – Município São Pedro do Sul:
A intervenção visa a construção do Centro de Interpretação do São Macário, com o objetivo de informar os visitantes sobre a lenda do S. Macário, os valores geológicos da região e os valores naturais da Rede Natura 2000 onde se insere.
O Centro terá, também, como objetivo, prestar apoio logístico aos praticantes das atividades de turismo de natureza, que se realizam na envolvente e na passagem por este local, nomeadamente percursos pedestres, trilhos de BTT e outros.

Vouga na Linha (pontos V1, V2 e V3 da RAP) – Município de Sever do Vouga:
A intervenção visa a requalificação da margem direita do rio Vouga entre a Praia do Chão do Rio e o lugar da Foz, através da implementação de um itinerário pedestre com zonas de passadiço, visando a melhoria da experiência turística, bem como a proteção, promoção e divulgação do património associado à Linha do Vouga.

Pombeira Adventure Park e PR (ponto M13 da RAP) – Município de Castro Daire:
A ação visa a criação de um parque aventura junto ao rio Pombeiro (que inclui roteiro pedestre envolvente; pista de downhill na encosta oeste da Cascata da Pombeira; equipamentos para atividades de aventura – canyoning; slide; rapel; tirolesa), bem como o estudo e implementação de um percurso pedestre, com cerca de 4,5km, entre o Parque Aventura e a Ponte do Brasileiro, sobre o rio Paiva, que aproveitará, sempre que possível, os trilhos existentes, complementado com pequenas zonas de passadiços.

O investimento total do projeto-âncora (três ações) ascende a 650 mil euros, tendo sido aprovada uma comparticipação FEDER de 240 mil euros, correspondendo a uma taxa de cofinanciamento na ordem dos 37%.

Através do investimento em estruturas de animação permanente pretende-se oferecer ao público um produto de qualidade, atrativo e seguro, passível de ser comercializado e rentabilizado pelos agentes económicos locais. A valorização e qualificação da Rota da Água e da Pedra torna-se fundamental, quer para reforçar a capacidade de atração turística do território Montanhas Mágicas, quer para alavancar o investimento privado e dinamizar as atividades económicas da cadeia de valor do setor turístico.

 

Pode ver também

Freguesia de Côta – Apoio ao Estudo aos Alunos

A Junta de Freguesia de Côta (Viseu), elaborou e aprovou um Regulamento para o Apoio …

Comente este artigo