Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Aprovadas candidaturas para a “Valorização Turística” de Castro Daire e São Pedro do Sul

Aprovadas candidaturas para a “Valorização Turística” de Castro Daire e São Pedro do Sul

Foi aprovada, pela Comissão Diretiva do POR CENTRO 2020, uma candidatura promovida pela ADRIMAG, para o desenvolvimento do projeto-âncora “Valorização e Qualificação da Rota da Água e da Pedra das Montanhas Mágicas”.

Este projeto-âncora é composto por três ações promovidas pelos Municípios de Castro Daire, São Pedro do Sul e Sever do Vouga.

Intervenção Global no São Macário (ponto A13 da RAP) – Município São Pedro do Sul:
A intervenção visa a construção do Centro de Interpretação do São Macário, com o objetivo de informar os visitantes sobre a lenda do S. Macário, os valores geológicos da região e os valores naturais da Rede Natura 2000 onde se insere.
O Centro terá, também, como objetivo, prestar apoio logístico aos praticantes das atividades de turismo de natureza, que se realizam na envolvente e na passagem por este local, nomeadamente percursos pedestres, trilhos de BTT e outros.

Vouga na Linha (pontos V1, V2 e V3 da RAP) – Município de Sever do Vouga:
A intervenção visa a requalificação da margem direita do rio Vouga entre a Praia do Chão do Rio e o lugar da Foz, através da implementação de um itinerário pedestre com zonas de passadiço, visando a melhoria da experiência turística, bem como a proteção, promoção e divulgação do património associado à Linha do Vouga.

Pombeira Adventure Park e PR (ponto M13 da RAP) – Município de Castro Daire:
A ação visa a criação de um parque aventura junto ao rio Pombeiro (que inclui roteiro pedestre envolvente; pista de downhill na encosta oeste da Cascata da Pombeira; equipamentos para atividades de aventura – canyoning; slide; rapel; tirolesa), bem como o estudo e implementação de um percurso pedestre, com cerca de 4,5km, entre o Parque Aventura e a Ponte do Brasileiro, sobre o rio Paiva, que aproveitará, sempre que possível, os trilhos existentes, complementado com pequenas zonas de passadiços.

O investimento total do projeto-âncora (três ações) ascende a 650 mil euros, tendo sido aprovada uma comparticipação FEDER de 240 mil euros, correspondendo a uma taxa de cofinanciamento na ordem dos 37%.

Através do investimento em estruturas de animação permanente pretende-se oferecer ao público um produto de qualidade, atrativo e seguro, passível de ser comercializado e rentabilizado pelos agentes económicos locais. A valorização e qualificação da Rota da Água e da Pedra torna-se fundamental, quer para reforçar a capacidade de atração turística do território Montanhas Mágicas, quer para alavancar o investimento privado e dinamizar as atividades económicas da cadeia de valor do setor turístico.

 

Pode ver também

Homem morreu eletrocutado em Tarouca

Um homem de 28 anos morreu este domingo, depois de ter sofrido uma eletrocussão num …

Comente este artigo