Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Viseu conquista novas 12 obras no seu roteiro de arte urbana

Viseu conquista novas 12 obras no seu roteiro de arte urbana

O Festival de Street Art de Viseu legou à cidade-jardim 12 novas obras no seu roteiro de arte urbana, que conta já com  perto de meia centena de intervenções.

A inovação de materiais e de abordagens artísticas, nomeadamente no plano das instalações, a descentralização para freguesias periurbanas e rurais e a emergência do imaginário do folclore e da cultura popular como tema são os aspetos mais salientes desta 4ª edição da iniciativa.

“O festival soube renovar-se e interpretar novos desafios”, sublinha o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques. “A arte urbana assume hoje uma relevância evidente no concelho e Viseu marca pontos no mapa nacional de destinos com maior expressão nesta dimensão cultural e turística. A crescente afluência ao Festival, de visitantes e artistas, é prova desta aposta de sucesso”, revela o autarca. Nos últimos quatro dias, mais de 32 mil pessoas acorreram ao evento que marca o ritmo da primavera na cidade-jardim.

Em 2018, o Festival de Street Art, com organização do Município e produção da VISEU MARCA, retomou o processo de descentralização iniciado em 2017, com a realização de intervenções artísticas nas quintas vinhateiras e escolas do concelho. Nesta edição, foram abrangidas seis freguesias em redor da cidade: Abraveses, Santos-Êvos, Mundão, Ranhados, Calde e Bodiosa integram agora o roteiro de arte pública, com quatro pinturas murais, da autoria de GODMESS, FEDOR, ERGOBANDITS e Halfstudio, e duas instalações artísticas de Ana Seia de Matos e Nuno Pimenta, alusivas ao linho e ao estanho.

Os artistas DRAW & CONTRA, GLAM, Samina, Eduardo Relero, THIRD e a dupla Juliana Ferreira e Carlos Sousa (Centropontoarte) foram os responsáveis pelas intervenções realizadas na cidade, no muro da PSP, Parque Aquilino Ribeiro, Rua Direita, porta de São Mateus e skate park do Fontelo, respetivamente.

“Viseu conquistou novos ícones e novas paisagens artísticas, urbanas e rurais. E essa conquista baseou-se, sem medos nem preconceitos, num trabalho de valorização e interpretação de traços da identidade cultural e patrimonial do concelho, muitos deles pouco visíveis”, sublinha o Vereador da Cultura e Turismo, Jorge Sobrado. “O envolvimento de artistas e coletivos de Viseu é outra das dimensões felizes desta edição”, assinala.

Intervenções como o novo mural azulejar na cidade de DRAW & Contra, a instalação na antiga estação da CP em Bodiosa alusiva à industria local de estanhos de Nuno Pimenta, o mural relativo a Aquilino Ribeiro no centro histórico de SAMINA, o tributo às Cavalhadas de Vildemoinhos no Bairro da Balsa de THRID ou a representação 380.º na torre de eletricidade do Mundão dos ERGOBANDITS, são algumas das novidades marcantes do festival.

Por estes dias, também o Centro Histórico foi palco privilegiado da programação do “Tons da Primavera”, oferecendo a todos um mix de experiências enoturísticas e de animação cultural. Se a Fonte das 3 Bicas encheu para assistir aos concertos de Da Chick, Capicua e Alvim, no Mercado 2 de Maio, famílias e amigos não faltaram à chamada, fazendo desta a edição mais participada de sempre.  Das provas de vinhos ao “Wine Bar”; dos sabores da terra à comida de “rua”, trazida pelos operadores de street food”; dos produtos “made in” Viseu às novas experiências tecnológicas trazidas pela mesa interativa e pelas V!kes; dos workshops vínicos aos espetáculos e oficinas infantis, estes que conquistaram uma larga adesão pelos petizes.

Os concertos do duo viseense Galo Cant’Às Duas e da banda ARY tiveram casa cheia do palco “primaveril” do Mercado, que foi também pisado por nomes como “No Sundays”, DJ Set Rocha, “4Coustic”, DJ Set Gryzzler  e “The Town Bar”.

Para a associação de marketing territorial VISEU MARCA, responsável pela produção do Festival, “a harmonia entre as experiências enoturísticas e a arte urbana faz deste evento um dos mais atrativos da cidade-região. A cada ano, sai reforçada não só a dinâmica turística e cultural do concelho, mas também o tecido empreendedor local que se associa a esta agenda de eventos vinhateiros”.

O dia-a-dia do Festival de Street Art de Viseu pode ser revisto nas redes sociais (Instagram e Facebook) Visit Viseu, Município de Viseu e Viseu Marca.

O Festival de Street Art, com o “Tons da Primavera”, é uma iniciativa promovida pelo Município de Viseu, com produção executiva da VISEU MARCA e a parceria da Comissão Vitivinícola Regional do Dão (CVR Dão). A GALP e a Litocar são patrocinadores oficiais do evento.

 

Pode ver também

Festa: “Os Melhores Anos” para assinalar os 25 anos do “The Day After”

A festa “Os Melhores Anos” (OMA), organizada anualmente pelo Grupo Visabeira, com a colaboração da …

Comente este artigo