Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Renovação da Linha da Beira Alta entre o Luso e Mortágua vai custar 5,8 milhões de euros

Renovação da Linha da Beira Alta entre o Luso e Mortágua vai custar 5,8 milhões de euros

A Infraestruturas de Portugal anunciou que vai investir 5,8 milhões de euros na renovação integral do troço da Linha da Beira Alta entre o Luso (Mealhada) e a saída do Túnel de Trezói (Mortágua).

A empreitada abrange cerca de 8 quilómetros de linha e tem como objetivo a renovação integral da superestrutura de via existente, com a colocação de novos carros, travessas, fixações e balastros, assegurando a integração destes equipamentos no âmbito do projeto de modernização da Linha da Beira Alta

A empreitada inclui, entre outros, trabalhos de substituição do armamento de via em toda a extensão do troço, inclusive dentro dos tuneis, a regularização de barras em todo o troço e a colocação de aparelhos carriladores a montante e a jusante de cada ponte.

No âmbito desta empreitada, vai ser realizada uma profunda intervenção no Túnel de Trezói, consistindo na melhoria do sistema de drenagem, por forma a garantir uma eficiente capacidade de escoamento das águas pluviais. No último inverno a circulação chegou a estar cortada no troço entre Pampilhosa e Mortágua, devido a inundações no túnel de Trezói.

A Linha da Beira Alta é a principal ligação ferroviária à Europa, faz parte da rede “core” da Rede Transeuropeia de Transportes (RTE-T) e integra o Corredor Ferroviário de Mercadorias nº4.

O Presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, congratula-se com o anúncio deste investimento, e lembra que praticamente não houve investimento na manutenção ou beneficiação da via desde a eletrificação, tendo-se verificado por vezes condicionamentos e cortes à circulação.

“É necessário investir na manutenção da via e áreas adjacentes, mas fundamentalmente é necessário avançar, em definitivo, para a requalificação de toda a Linha da Beira Alta, por forma a termos uma linha eficiente e competitiva de ligação à Europa, que sirva de facto o desenvolvimento da região e do país, que potencie as empresas e as exportações”, refere.

Júlio Norte espera que o anunciado grande investimento na requalificação da Linha da Beira Alta não venha a sofrer avanços e recuos, como tem acontecido com a tão reclamada autoestrada entre Viseu e Coimbra, e se concretize o que está previsto no Plano de Investimentos Ferroviários 2016-2020.

 

Pode ver também

Os jogos para amanhã…

Joga-se amanhã a 12ª Jornada do Campeonato Distrital da Divisão de Honra da Associação de Futebol …

Comente este artigo