Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Feira de São Mateus pela primeira vez com vídeovigilância

Feira de São Mateus pela primeira vez com vídeovigilância

Durante uma visita efetuada hoje ao recinto da feira, o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, disse aos jornalistas que, pela primeira vez, haverá videovigilância, “sobretudo nas portas, nas áreas dos lixos, nas zonas de patrocinadores e na área de armazenamento”.

A videovigilância irá juntar-se ao serviço prestado pela PSP e por uma empresa de segurança privada.

“Este evento de cinco semanas tem no seu orçamento um custo de 250 mil euros com a segurança”, frisou Almeida Henriques, acrescentando que espera, mais um ano, que o certame ultrapasse um milhão de entradas, o que obriga a uma atenção redobrada nesta área.

Segundo o autarca, foi também criado um grupo de trabalho que fará uma avaliação prévia e indicará medidas de segurança a tomar nos grandes eventos, a começar pela Feira de São Mateus.

Almeida Henriques destacou também o reforço da comodidade, em zonas como a de venda de farturas, que “passa a ter esplanadas devidamente estruturadas”, e com 90 novos stands.

As esplanadas dos pavilhões terão novo mobiliário, estruturas de sombreamento e floreiras, que darão um novo ar à artéria central do recinto da feira.

“Concluímos praticamente tudo o que tínhamos pensado fazer do ponto de vista da estratégia no que diz respeito aos espaços comerciais”, afirmou.

A Feira de S. Mateus celebra a declaração de Viseu como Destino Nacional de Gastronomia em 2019.

Neste âmbito, os pórticos de luz das quatro entradas do recinto serão alusivos a ícones da gastronomia da região e os visitantes poderão saborear a primeira sobremesa oficial da feira, criada pelo chef Diogo Rocha, que junta os sabores das tílias do Rossio, das avelãs de Viseu e da maçã Bravo-de-Esmolfe.

A programação da feira inclui um casamento, em 15 de agosto, com os primeiros noivos de São Mateus, Natércia e Rodrigo, a terem festa garantida no recinto.

Almeida Henriques destacou ainda a preocupação em reduzir o plástico utilizado durante os 39 dias da feira e o facto de se tratar de uma feira autossustentável.

“É uma feira que tem um orçamento superior a dois milhões de euros e que, a correr com a normalidade que esperamos, chegará ao final e não só se pagará a si própria como gerará receita adicional” que permitirá fazer outros eventos, acrescentou.

Atendendo à importância que a comunidade brasileira tem em Viseu, o dia 16 de agosto ser-lhe-á dedicado, com um programa ainda não divulgado.

O autarca frisou que a abertura da feira, na quinta-feira à noite, ficará a cargo da “prata da casa”, com a atuação de Mara Pedro e de Galo Cant’às Duas, seguida de uma sessão de fogo de artifício.

Ludmilla, Natiruts e Gipsy Kings protagonizam os três grandes concertos internacionais do cartaz deste ano. A eles juntam-se nomes nacionais como o recordista da edição de 2018, Richie Campbell, as bandas Xutos & Pontapés e UHF, Pedro Abrunhosa, David Carreira, Átoa, Fernando Daniel, Badoxa, Piruka e Jimmy P, entre outros.

 

Pode ver também

Trabalhos de manutenção condicionam trânsito na A25 na zona de Viseu

Em comunicado a ASCENDI informa que, até 30 de novembro, entre as 21h00 e as …

Comente este artigo