Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Director do Museu Nacional Grão Vasco está de saída

Director do Museu Nacional Grão Vasco está de saída

O director do Museu Nacional Grão Vasco em Viseu, Agostinho Ribeiro, em declarações à Lusa, esclareceu que se vai manter no cargo apenas até ao final deste mês. Altura em que acaba a sua comissão de serviço.

Recusou ficar em gestão corrente porque “as comemorações do centenário do museu ainda estão a decorrer” e defende “que um director em gestão corrente ficaria menorizado, o que não seria abonatório”.

Para ele, é preferível que, a partir do dia 31, seja colocada no Museu Nacional Grão Vasco uma pessoa em regime de substituição que dê continuidade ao bom trabalho, que favoreça a conclusão das comemorações do centenário e que mantenha a dignidade e o bom nome da instituição.

No final de 2016, Agostinho Ribeiro foi informado de que a sua comissão de serviço como director do Museu Nacional Grão Vasco não seria renovada.

Agostinho Ribeiro disse à Lusa que se manteve em silêncio porque tinha interposto recurso hierárquico ao ministro da Cultura.

Os prazos já tinham sido ultrapassados e não houve decisão do recurso.

Agostinho Ribeiro lamentou ter de sair do museu, porque se sentia motivado para continuar a desenvolver actividades que o dignificassem.

Pediu a renovação, não lhe foi concedida, interpôs recurso e não obteve resposta.

A saída de Agostinho Ribeiro levou a que a Câmara Municipal de Viseu pedisse ao Governo que fosse reconduzido no cargo.

Agostinho Ribeiro diz-se orgulhoso por, em ano de centenário, o número de visitantes ter aumentado 33% e de ser o quinto museu do Estado mais visitado. Mais acrescentou que, nos últimos três anos, as receitas anuais cresceram 24% e 19% nas entradas.

O director escreveu um texto de agradecimento que conta com mais de 330 gostos e várias mensagens de apoio.

 

Pode ver também

Primeiro Ministro vai inaugurar Loja de Cidadão de Nelas

A Loja de Cidadão de Nelas vai abrir no dia 27 deste mês. Contudo, a …

Comente este artigo