Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Depois dos incêndios… Planalto Beirão recebe 4 milhões de euros para recuperar

Depois dos incêndios… Planalto Beirão recebe 4 milhões de euros para recuperar

João Matos Fernandes, ministro do ambiente, está preocupado com a possibilidade de Portugal não conseguir cumprir as exigências impostas pela União Europeia relativamente à recolha seletiva obrigatória de biorresíduos.

A preocupação foi demonstrada em Tondela numa cerimónia no Centro de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos da Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão em que se fez a apresentação dos investimentos financiados pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos na área dos resíduos urbanos, tendo como principal objetivo a valorização material e orgânica de resíduos urbanos para se reduzir a sua produção e deposição em aterro e aumentar a recolha seletiva e a reciclagem.

O ministro explicou que a União Europeia quer ter “a recolha seletiva à porta de todas as casas até 2023” e adiantou que “Portugal vai ter muita dificuldade em poder cumprir”.

João Matos Fernandes acredita que só em 2025 é que Portugal conseguirá corresponder a tal expectativa.

Ainda assim, o governante garantiu que se assumirá “a responsabilidade daquilo que vier a ser a decisão da União Europeia”.

Para as áreas metropolitanas poderá ser um objectivo facilmente cumprido, mas o interior do país 2013 “é uma violência” já que há concelhos que têm “um/dois camiões do lixo”.

Como tal, o ministro do ambiente, explicou que Portugal está a tentar negociar com Bruxelas para rever o prazo estipulada. Caso tal não aconteça João Fernandes defende ter de haver uma ajuda com fundos respectivos.

Foram aprovados 64 projetos que se traduzem, até 2020, num investimento total de 257 milhões de euros.

“São 257 milhões de euros que irão ser aplicados apenas nos resíduos sólidos urbanos financiados através do POSEUR, dos quais aproximadamente 160 milhões de euros são no continente”, acrescentou.

O Centro do Planalto Beirão, fortemente afetado pelos incêndios de Outubro do ano passado, terá um investimento superior a quatro milhões de euros.

 

Pode ver também

Homem morre em acidente de trator em Penedono

Um homem morreu este fim-de-semana na sequência do despiste de um trator, em Penela da Beira, no …

Comente este artigo