Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Concurso aberto para a direção do Museu Nacional Grão Vasco em Viseu

Concurso aberto para a direção do Museu Nacional Grão Vasco em Viseu

De acordo com o aviso de abertura, torna-se público que a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) vai proceder à publicitação na Bolsa de Emprego Público (BEP), pelo prazo de dez dias úteis, de procedimento concursal de recrutamento e seleção para aquele cargo.

A 16 de março, o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, numa visita ao museu, garantiu que seria em breve aberto concurso para o cargo, e elogiou o bom trabalho da atual diretora, Paula Cardoso.

“A dra. Paula Cardoso [diretora em regime de substituição] tem feito um excelente trabalho, no entanto, é evidente que o concurso terá de ser aberto, é da lei”, disse aos jornalistas, em Viseu, no final da sessão de encerramento do 102.º aniversário do Museu Nacional.

Quando assumiu o cargo, Paula Cardoso explicou que ficaria como diretora em regime de substituição, por “um período máximo de 90 dias ou até à conclusão do procedimento concursal”.

Técnica superior no Museu Nacional Grão Vasco desde 2008, Paula Cardoso assumiu, a 01 de fevereiro de 2017, as funções de diretora em regime de substituição, após o fim da comissão de serviço do anterior diretor, Agostinho Ribeiro.

Luís Filipe Castro Mendes justificou o atraso na abertura do concurso com o facto de ter havido outros concursos para fazer, e de a própria Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública ter mudado e ficado “algum tempo sem titular”.

“Portanto, são causas administrativas e burocráticas. Não há nenhuma razão política que nos leve a adiar este concurso”, frisou, na altura, o ministro.

Agostinho Ribeiro tinha-se recusado a ficar em gestão corrente, após o fim da sua comissão de serviço.

“Escusei-me desse exercício porque as comemorações do centenário do museu ainda estão a decorrer e acho que um diretor em gestão corrente ficaria menorizado, o que não seria abonatório”, justificou Agostinho Ribeiro à Lusa, no início de 2017.

No final de 2016, Agostinho Ribeiro foi informado de que a sua comissão de serviço como diretor do Museu Nacional Grão Vasco não seria renovada.

De acordo com o aviso hoje publicado em DR, ao cargo podem candidatar-se “indivíduos licenciados, vinculados à administração pública por tempo indeterminado, que reúnam quatro anos de experiência profissional em funções, cargos, carreiras ou categorias para cujo exercício ou provimento seja exigível uma licenciatura”, de acordo com o aviso.

A indicação dos requisitos formais de provimento, do conteúdo funcional e perfil pretendido, da composição do júri e dos métodos de seleção será publicitada na BEP, em www.bep.gov.pt, no terceiro dia útil após a data de publicação do presente aviso no Diário da República, acrescenta.

O presente aviso e a Oferta de Emprego publicitada na BEP estarão igualmente disponíveis para consulta no sítio eletrónico da DGPC, em www.patrimoniocultural.pt.

DN

 

Pode ver também

Empresas reergueram-se um ano após os incêndios de 15 e 16 de outubro

As cinzas deixadas a 15 de outrubro do ano passado pelas chamas, em Oliveira de …

Comente este artigo