Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Helicóptero do INEM sediado em Santa Comba Dão foi transferido para o Aeródromo de Viseu

Helicóptero do INEM sediado em Santa Comba Dão foi transferido para o Aeródromo de Viseu

A falta de condições para operações de emergência médica no heliporto de Santa Comba Dão obrigou o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) a transferir o seu helicóptero para o aeródromo de Viseu.

A notícia tinha sido avançada em exclusivo à Alive Fm, por Paulo Soares, diretor do Aeródromo de Viseu, no passado dia 2 de julho.

“O INEM recebeu esta terça-feira, 22 de outubro, a informação que o helicóptero de emergência médica sediado no heliporto de Santa Comba Dão teria de suspender imediatamente a sua atividade neste heliporto”, refere o INEM em comunicado.

Segundo o documento, esta decisão foi comunicada pela empresa Babcock, responsável pela gestão da operação, aeronavegabilidade permanente e manutenção do Serviço de Helicópteros de Emergência Médica (SHEM) do INEM.

“Está relacionada com o facto de a empresa ter sido notificada pela Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) que o heliporto de Santa Comba Dão apenas reúne condições para ser detentor de uma autorização para fins de proteção civil, que não pode incluir as operações de emergência médica”, frisa.

O INEM explica que, à luz dos regulamentos em vigor, o heliporto em Santa Comba Dão não pode ser certificado como Base de Operações de Helicópteros de Emergência Médica.

“Com base nesta informação, INEM viu-se obrigado, no imediato, a tomar as medidas adequadas para garantir as melhores condições para o cumprimento da atividade do SHEM, transferindo este helicóptero para o Aeródromo Municipal de Viseu”, adianta.

Para o INEM, “esta solução irá permitir manter toda a operacionalidade desta aeronave, sem colocar em causa a capacidade de resposta na área de atuação do respetivo meio de emergência médica”.

O Instituto diz que outros esclarecimentos sobre as questões técnicas relacionadas com as operações aeronáuticas e a certificação desta infraestrutura “devem ser solicitados à Babcock ou à ANAC”.

Notícia relacionada.

 

Pode ver também

Juvebombeiro nomeou novos delegados distritais

O Conselho Executivo da Liga dos Bombeiros Portugueses, após proposta da Direção Nacional da Juvebombeiro, …

Comente este artigo