Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Municípios de Viseu e Guarda constituem rede de Territórios do Alto Mondeço

Municípios de Viseu e Guarda constituem rede de Territórios do Alto Mondeço

Os municípios de Gouveia, Fornos de Algodres, Mangualde e Nelas anunciaram a constituição de uma Rede de Territórios do Alto Mondego, para promoção de “uma nova estratégia de desenvolvimento económico e social” daquela área.

“A Rede de Territórios do Alto Mondego é constituída pelos quatro municípios [dos distritos da Guarda e de Viseu] que balizam a matriz de intervenção territorial do projeto, numa ótica de parceria e desenvolvimento de polos de competências para revitalização e capacitação de negócios e iniciativas empresariais focadas nos produtos endógenos”, refere em comunicado o município de Gouveia.

Segundo a autarquia, com o protocolo, celebrado na terça-feira em Gouveia, a Rede de Territórios do Alto Mondego irá submeter, numa fase inicial, uma candidatura a fundos europeus para um projeto de investimento estimado em 6,2 milhões euros.

“A captação de financiamento público e privado, materializando investimentos produtivos, com efeito multiplicador na economia local, é o principal objetivo definido para a Rede Territorial do Alto Mondego”, assinala a autarquia.

A nota refere que o município de Gouveia pretende desenvolver a fileira agropastoril e o de Fornos de Algodres a fileira do azeite. A autarquia de Mangualde desenvolverá ações na área da fruticultura e a de Nelas no setor do vinho.

O protocolo territorial será apoiado pelos institutos politécnicos de Castelo Branco, Coimbra, Guarda e Viseu e pelas universidades da Beira Interior e de Trás-os-Montes e Alto Douro.

São ainda parceiros institucionais o IAPMEI – Agência para a Competitividade Inovação, o AICEP Portugal Global – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, a Direção Regional de Cultura do Centro e a Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal.

O presidente da Câmara Municipal de Gouveia, Luís Tadeu, citado no comunicado, refere que o seu município foi o promotor da iniciativa, mas as entidades envolvidas irão “criar uma candidatura que promova o desenvolvimento do Alto Mondego enquanto território de inovação e empreendedorismo para revitalizar o tecido económico local”.

O autarca de Fornos de Algodres, Manuel Fonseca, considera que “as parcerias que promovam o reforço da coesão e aumentem a competitividade dos territórios são fundamentais” para os quatro concelhos envolvidos.

“A cultura, o turismo, o investimento privado e o mercado de arrendamento são vetores de desenvolvimento que defendo para o concelho de Mangualde e este projeto consubstancia três destes vetores”, refere, por seu lado, o autarca de Mangualde, João Azevedo, citado na mesma nota.

O presidente da Câmara de Nelas, Borges da Silva, destaca o facto de o rio Mondego, que separa aqueles quatro municípios, ser agora “um bom pretexto” para uni-los.

Lusa

 

Pode ver também

Chuva até sábado, frio a partir de domingo

Nas próximas 48 horas à possibilidade de ocorrência de chuva, passando a regime de aguaceiros …

Comente este artigo