Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Vouzela: Ministro do Ambiente promete estar atento aos territórios de baixa densidade
Duarte Cordeiro, Ministro do Ambiente e da Ação Climática

Vouzela: Ministro do Ambiente promete estar atento aos territórios de baixa densidade

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, garantiu hoje que o Governo terá atenção ao esforço que os territórios de baixa densidade fazem para garantir o abastecimento público de água e o saneamento de águas residuais.

Durante a cerimónia de inauguração das obras de requalificação da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Valgode – um projeto conjunto dos municípios de São Pedro do Sul e de Vouzela – Duarte Cordeiro admitiu que o Governo tem de ter sensibilidade “para os territórios de baixa densidade relativamente ao esforço que fazem, aos custos que têm e à recuperação dos custos nas tarifas”.

No seu entender, tem de haver sempre “um equilíbrio entre recuperar aquilo que é justo, que é a parte da recuperação dos custos que tem de ser feita nas tarifas”, e “não ter a injustiça e o peso que já reforça muitas vezes os territórios de mais baixa densidade populacional”.

“É uma atenção que terei o cuidado de procurar corresponder”, frisou.

O governante falava depois de o presidente da Câmara de Vouzela, Rui Ladeira (PSD), se ter mostrado preocupado com “os critérios da ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos) para o apuramento do défice tarifário”.

ao Governo “que permita às pequenas entidades gestoras o acesso a estes fundos de forma a reduzir as assimetrias com os grandes centros urbanos, nem que para o efeito possa ser criado algum regime excecional”.

O presidente da Câmara de São Pedro do Sul, Vitor Figueiredo (PS), mostrou-se preocupado com o abastecimento de água às populações, uma vez que, “nos últimos tempos, o concelho atravessa um período de seca severa que obriga ao transporte diário de água para localidades de oito freguesias”.

em alta e aconteça em baixa, porque é preciso também que haja o equilíbrio e o apoio aos municípios para responder àquilo que são as perdas”.

“Não é compatível no futuro estarmos preocupados com o tema da seca, da falta de água, e depois termos sistemas que perdem um volume de água indesejável”, acrescentou

 

Pode ver também

Natal: Comboio Turístico circula pelas ruas da Cidade-Jardim

Com 6 viagens diárias e ponto de partida na Praça da República (Rossio), o comboio …

Comente este artigo