Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Vinhos e gastronomia voltam a combinar-se em Viseu em setembro

Vinhos e gastronomia voltam a combinar-se em Viseu em setembro

Os vinhos e a gastronomia do Dão vão voltar a combinar-se em setembro, em Viseu, no âmbito da programação do Cubo Mágico e com alterações comparativamente a anos anteriores motivadas pela covid-19, anunciou o município.

“A estratégia de programação do Cubo Mágico mais não faz do que uma reencarnação e uma recomposição inteligentes da agenda cultural e turística de Viseu, que foi comprometida por efeito da pandemia”, justificou o vereador da Cultura, Jorge Sobrado.

Neste âmbito, “o plano B criado para a animação cultural e turística da cidade, neste verão, mostrará agora a sua face vinhateira e gastronómica”, até ao dia 21, acrescentou.

Segundo o vereador, neste mês estarão de regresso “as experiências reais de vindima em quintas da região e de gastronomia local e de autor”, que todos os anos são proporcionadas na “Festa das Vindimas” e no evento “Viseu Estrela à Mesa”.

Nesta “Festa das Vindimas” reinventada para o Cubo Mágico, a visita às quintas está marcada para o dia 19, sendo a merenda típica servida em estilo piquenique, o que permitirá a cada grupo escolher um local para fazer a sua refeição e evitar aglomerados.

O “Viseu Estrela à Mesa” voltará ao Rossio, de 11 a 13 e de 18 a 21 de setembro, com a participação de cinco ‘chefs’ Michelin e de 10 ‘chefs’ locais.

Serão tomadas várias medidas para garantir o distanciamento dos visitantes, como as reservas feitas em “blocos de horários” e as refeições entregues na mesa, para evitar aglomerados junto ao espaço de cada restaurante.

Segundo Jorge Sobrado, para a última fase do Cubo Mágico foram reservadas algumas das “melhores propostas culturais deste verão”.

“Sobem ao palco não só a Orquestra Filarmonia das Beiras, num concerto de reportório inteiramente dedicado à sétima arte, e a Orquestra Juvenil de Viseu, mas também grandes nomes do fado, como Carla Linhares e Mara Pedro, do ‘folk’, como Carlos Peninha, do ‘hip-hop’, como Tilhón, das tendências ‘hipster’, como ‘Galo Cant’Às Duas’, e da música pop, como Samuel Úria e Benjamin”, referiu.

Em 17 de setembro, “o Cubo Mágico dá também as boas-vindas a dois filhos da terra a emergir na área do cinema”, os gémeos Afonso e Bernardo Rapazote, que vão apresentar o seu primeiro filme, a curta-metragem “Corte”, acrescentou.

O vereador frisou que “a principal aposta continua a ser dar palco e trabalho aos artistas da região”, mas sem fechar as portas a outros artistas portugueses.

“Há uma diversidade cultural extraordinária e vibrante a acontecer na cidade. É uma declaração muito forte, mas plenamente responsável, contra o medo e a desistência”, acrescentou. Almeida Henriques, autarca de Viseu.

Até hoje, o Cubo Mágico – que arrancou em 21 de julho – realizou mais de 400 espetáculos de música, teatro, animação de rua e magia, o que possibilitou o regresso à atividade de dezenas de artistas e estruturas profissionais, de artistas amadores e dos ranchos folclóricos do concelho.

 

Pode ver também

Vila Nova de Paiva – Fernando Brás é o Novo Presidente da Concelhia do PSD

Em eleições realizadas na noite do passado sábado, 26 de setembro, foi constituída a nova …

Comente este artigo