Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Ucrânia: Quatro camiões partiram de Viseu para a Polónia com donativos para os refugiados

Ucrânia: Quatro camiões partiram de Viseu para a Polónia com donativos para os refugiados

Numa articulação em rede, Câmara Municipal de Viseu (CMV), Instituto Politécnico de Viseu (IPV), Associação Viriatos.14 e a Associação dos Ucranianos de Viseu estão a levar a cabo durante os próximos dias uma ação de ajuda humanitária com o objetivo de apoiar a população da Ucrânia, após a invasão militar da Rússia aquele país.

A rede recolheu junto das farmácias e da população, comércio local, instituições e empresas do concelho, artigos de primeira necessidade e alimentos, de acordo com as muitas solicitações que têm chegado através da comunidade ucraniana, que escolheu Viseu para viver e trabalhar.

Quatro camiões partiram hoje da Avenida cidade Politécnica em frente à Escola Superior de Tecnologia com 106 toneladas de ajuda humanitária, referiu o autarca de Viseu, Fernando Ruas.

A Cáritas Diocesanas de Viseu está também envolvida na ação de ajuda humanitária ao povo Ucraniano, nesta onda de solidariedade que surgiu em Viseu, a instituição apoiou em dois mil euros para suportar os custos com uma dos camiões que seguiu rumo à Polónia, como explicou Felisberto Figueiredo, presidente da Caritas de Viseu.

A Cáritas de Viseu está também a encetar esforços para enviar medicamentos e caixas de primeiros-socorros para os feridos de guerra e os donativos financeiros estão a ser recebidos através de uma conta criada para o efeito.

Alex, natural da Ucrânia e que vive em Viseu há 24 anos, tem familiares ucranianos é um dos motorista de uma dos camiões que saiu de Viseu em direção à Polónia, à reportagem da Alive Fm, Alex diz que vai fazer uma viagem de 3.400 quilómetros em cinco dias para ajudar os milhares de refugiados que fugiram do seu país que há quinze dias está em guerra.

Sérgio, também de nacionalidade Ucraniana abraçou a onda de solidariedade de Viseu para com o povo Ucraniano, durante quatro dias vai transportar os donativos até Varsóvia, capital da Polónia. Apesar de estar a viver há vários anos em Portugal, o seu coração está com todos aqueles que lutam pelo seu país.

O presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas, diz estar disponível para ajudar refugiados da guerra da Ucrânia “em tudo o que for necessário” e manifestou a vontade de os ver a viver nas zonas rurais do concelho.

O autarca diz ainda que a Câmara está disponível para ceder habitações aos refugiados, em colaboração com as Juntas de Freguesia.

A Câmara Municipal de Viseu está a assegurar toda a “coordenação dos esforços da rede de ajuda e garante, em coordenação com o Consulado da Ucrânia no Porto, que a ajuda humanitária chegará em tempo a quem dela, neste momento difícil, tanto precisa para a sua sobrevivência”. 

 

Pode ver também

Mangualde: Caminhos do Bom Sucesso no domingo

A segunda rota promovida no mês de maio, os “Caminhos do Bom Sucesso”, em São …

Comente este artigo