Home / Notícias / Teste para certificar e pôr a funcionar heliporto do hospital de Lamego em junho

Teste para certificar e pôr a funcionar heliporto do hospital de Lamego em junho

O simulacro no heliporto do hospital de Lamego, para que possa receber a certificação da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) e ser utilizado, está agendado para 02 de junho, anunciou hoje a câmara daquela cidade.

“A ANAC já validou o processo de certificação do heliporto do Hospital de Lamego, estando agendada a realização do primeiro simulacro para o próximo dia 2 de junho”, para “testar os meios e os procedimentos de emergência”, afirma a autarquia numa nota hoje divulgada.

A Câmara Municipal de Lamego recorda, no documento, enviado à agência Lusa, que “este equipamento nunca foi utilizado, devido à ausência da respetiva certificação obrigatória”, o que levou o município a “exigir nos últimos anos, por diversas vezes, a sua abertura com caráter de urgência”.

“Estamos finalmente a ver a luz ao fundo do túnel em relação a este processo. Peca por tardia esta solução, que vai conduzir ao regular funcionamento do heliporto do Hospital de Lamego”, salienta o presidente da Câmara de Lamego.

O social-democrata Francisco Lopes considera “incompreensível que, depois de um investimento de 42 milhões de euros no novo Hospital, a população do Douro Sul esteja à espera, desde 2013, pela entrada do funcionamento completo desta infraestrutura”.

“Como diz o povo: mais vale tarde do que nunca”, reconhece, no entanto, o autarca, sublinhando que o município assumiu o pagamento da “renovação da formação específica dos Bombeiros de Lamego, dado que a certificação atual – que ainda não teve utilidade – caduca em setembro próximo”.

No passado dia 12 de abril, a presidente da ANAC, Tânia Cardoso Simões, esteve numa audição parlamentar, na comissão de saúde, na sequência de um requerimento, apresentado pelo grupo parlamentar do PSD, sobre a falta de certificação do heliporto do Hospital de Lamego.

O social-democrata Francisco Lopes considera “incompreensível que, depois de um investimento de 42 milhões de euros no novo Hospital, a população do Douro Sul esteja à espera, desde 2013, pela entrada do funcionamento completo desta infraestrutura”.

“Como diz o povo: mais vale tarde do que nunca”, reconhece, no entanto, o autarca, sublinhando que o município assumiu o pagamento da “renovação da formação específica dos Bombeiros de Lamego, dado que a certificação atual – que ainda não teve utilidade – caduca em setembro próximo”.

No passado dia 12 de abril, a presidente da ANAC, Tânia Cardoso Simões, esteve numa audição parlamentar, na comissão de saúde, na sequência de um requerimento, apresentado pelo grupo parlamentar do PSD, sobre a falta de certificação do heliporto do Hospital de Lamego.

 

Pode ver também

“PALÁCIO DO GELO FASHION SHOW 2024”

Viseu, 22 de abril de 2024 – O Palácio do Gelo Shopping, em Viseu, celebrou …

Comente este artigo