Home / Notícias / Tecnologia da Lego vai servir 541 alunos de escolas de cinco concelhos de Viseu

Tecnologia da Lego vai servir 541 alunos de escolas de cinco concelhos de Viseu

A tecnologia da Lego vai ser posta ao serviço da pedagogia em escolas de cinco concelhos do distrito de Viseu, servindo mais de 500 alunos do 7.º ano, revelou hoje a diretora do Centro de Formação EduFor.

Em declarações à agência Lusa, a diretora do Centro de Formação EduFor, Isabel Serra, informou que o kit educativo ‘SPIKE Prime LEGO Education’ vai ser utilizado por alunos de 28 turmas do 7.º ano de escolaridade, estando envolvidos 36 professores.

“Este instrumento vai ser utilizado por 541 alunos do 7.º ano, de seis agrupamentos de escolas associados ao Centro de Formação EduFor: dois agrupamentos de escolas do concelho de Nelas, bem como os agrupamentos de escolas de Mangualde, Penalva do Castelo, Sátão e Vila Nova de Paiva”, acrescentou.

Segundo a diretora da EduFor, o kit educativo ‘SPIKE Prime LEGO Education’, que “combina os clássicos e versáteis elementos Lego com a mais avançada tecnologia dos elementos inteligentes technic e de um software intuitivo”, tem por objetivo “um ensino mais ativo e participado da parte dos alunos”.

“No fundo, coloca a tecnologia ao serviço da pedagogia, nas disciplinas que mais se adequam a trabalhar o currículo usando os kits ‘SPIKE Prime da LEGO Education’, quer pela sua metodologia, quer pela adequação curricular”, sustentou.

No seu entender, este projeto pretende aplicar em sala de aulas metodologias ativas, com recurso a uma ferramenta tecnológica, tendo sempre como objetivo “tirar o melhor proveito da parte de desenvolvimento curricular dos alunos e de desenvolvimento das competências que hoje a sociedade e a escola exigem”.

“Para já, as disciplinas envolvidas são as STEM [ciência, tecnologia, engenharia e matemática], nomeadamente a matemática, ciências e físico-química, porque os kits e metodologia de trabalho requerem um trabalho com programação e robótica que têm mais a ver com o currículo destas áreas”, justificou.

Este projeto-piloto, que chega no ano letivo 2023-2024 às escolas de cinco concelhos do distrito de Viseu, arrancou no ano passado com a formação de um professor, “certificado para agora poder dar formação aos professores envolvidos”.

“Trinta e seis professores das disciplinas de Matemática, Ciências Físico-Químicas e Ciências Naturais estão a ter formação para tirarem o melhor partido dos 60 kits que o EDUFOR doou, cabendo 10 a cada agrupamento”, indicou.

Contactado pela agência Lusa, o colaborador da Areal Editores especializado em tecnologias educativas e formador certificado Lego Education, Paulo Rodrigues, esclareceu que esta ferramenta é utilizada por alunos que “normalmente trabalham dois a dois”.

“Na caixa existem peças clássicas da Lego que conhecemos, muitos elementos chamados Technic e elementos inteligentes, ou seja, o próprio HUB que leva a programação e nos permite ligar os motores e os sensores. É essa parte mais tecnológica que vai requerer que aprendam programação, que vai dar vida às construções que fazem”, descreveu.

Através desta metodologia ativa e lúdica, os alunos desenvolvem o pensamento computacional, “aumentando a sua motivação para a aprendizagem enquanto desenvolvem ‘soft skills’, como o trabalho colaborativo”.

Este projeto-piloto resulta da parceria entre o Centro de Formação EduFor e a Areal Editores, distribuidora oficial da Lego Education em Portugal.

 

Pode ver também

O município de Sátão iniciou recolha porta a porta de materiais para reciclagem

O município de Sátão iniciou a recolha porta a porta de materiais para reciclagem junto …

Comente este artigo