Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Teatro Viriato reabre com música e aposta em parcerias

Teatro Viriato reabre com música e aposta em parcerias

Parcerias com diferentes agentes culturais são a aposta da nova temporada do Teatro Viriato, em Viseu, que inicia o segundo trimestre com música e reabre as portas físicas ao público, mantendo os “subpalcos” virtuais, anunciou hoje a diretora.

“Agora, a programação ocupará a nossa sala de espetáculos, mas também os palcos digitais que, entretanto, se construíram como subpalcos no Youtube e a sala virtual na BOL. Vamos acumulando palcos até à estratosfera, de preferência, sem o público é que não ficamos”, assumiu a diretora do teatro, Patrícia Portela.

Depois de, no primeiro trimestre, o Teatro Viriato ter somente os palcos virtuais para os espetáculos, devido ao confinamento imposto pelo Governo para combater a pandemia de covid-19, Patrícia Portela admitiu “alguns adiamentos”, mas reconheceu que “o importante é manter-se o diálogo” com o público e esse “existiu sempre” e “vai continuar nos vários palcos” ao longo deste trimestre.

“Na nova temporada, apostamos em parcerias com diferentes agentes culturais da região, mas também a nível nacional” e o Conservatório Regional de Música de Viseu é o primeiro a subir ao palco virtual com o Festival Internacional da Primavera, na quinta-feira e durante o mês de abril.

A Galeria Zé dos Bois, de Lisboa, “irá programar o concerto Ricardo Toscano da Double Trio [17 de abril] e é uma estreia este quarteto a nível mundial, feito especialmente a pedido [do Teatro Viriato] para virem cá ao Festival da Primavera”, adiantou na conferência de imprensa de apresentação da programação.

Ao abrigo desta parceria, continuou Patrícia Portela, a sala de espetáculos do Teatro Viriato receberá, em 08 de maio, o concerto de B Fachada e, em 12 de junho, “o concerto com Gabriel Ferrandini que vai lançar o seu novo álbum, ‘Hair of the dog’, e que deve ser estrondoso”.

Em abril, os alunos do 1º e 2º ciclos de Moimenta da Beira vão participar na exposição temporária “Cultura do Género” em que os alunos, a partir de obras expostas no Museu Nacional Grão Vasco vão ser desafiados a criarem outras obras.

 

Pode ver também

Atribuição do nome de Almeida Henriques ao Polo Arqueológico de Viseu discutida na quinta-feira

A atribuição do nome de António Almeida Henriques ao Polo Arqueológico de Viseu (PAV), proposta …

Comente este artigo