Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Seca: Câmara de Nelas reutiliza água residual tratada para abastecer indústrias

Seca: Câmara de Nelas reutiliza água residual tratada para abastecer indústrias

A Câmara de Nelas está a reutilizar água residual tratada para abastecimento de indústrias do concelho, no âmbito de um projeto de sustentabilidade do ciclo da água, que permite retirar pressão sobre o sistema de consumo doméstico.

A autarquia explicou que este projeto vai “ajudar a resolver os problemas quantitativos de água na origem do subsistema de abastecimento de Fagilde” e também “diminuir o stress hídrico” que os consumidores introduzem no sistema de abastecimento do concelho.

Em articulação com as empresas, o município implementou “um projeto que visa simultaneamente colaborar na solução do abastecimento de água às indústrias do concelho que dela necessitam para o seu processo produtivo, através da sua reutilização”.

Com esse intuito, adquiriu dois grupos de bombagem e respetivas ligações, para instalação na Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) III de Nelas, “que garantem, com recurso ao transporte através de camiões-cisterna, cerca de 1.200 metros cúbicos/dia de água residual tratada para as indústrias do concelho”.

“Para garantir o abastecimento contínuo, o município de Nelas assegurou um reservatório de 61 metros cúbicos e ainda uma ETAR compacta de 62 metros cúbicos para abastecer, sem interrupções, os camiões com capacidade de 25 a 30 metros cúbicos que estão a transportar a água residual tratada”.

Segundo a autarquia, “os abastecimentos tiveram o seu início no mês de julho”, de forma experimental, e “intensificaram-se durante a semana passada, com a aplicação deste novo equipamento”.

Com esta “aposta clara na reutilização de água residual, cujo tratamento é feito na ETAR de Nelas III”, as indústrias do concelho vão conseguir, já este verão, “uma melhor gestão dos recursos hídricos através de uma fonte alternativa mais sustentável”.

Desta forma, a autarquia consegue “a manutenção de água no ambiente e a respetiva preservação para usos futuros, salvaguardando, simultaneamente, a utilização presente, em linha com os princípios da economia circular”.

A Câmara de Nelas já adotou outras medidas, como a suspensão das regas automáticas com água do abastecimento público por regas manuais com água não potável, uma maior vigilância sobre o sistema de distribuição de água e a instalação de dois postos de recloragem (em Canas de Senhorim e Carvalhal Redondo).

“Com esta reserva criada para fins industriais e com o grau de qualidade da água residual tratada, será possível abastecer o tecido empresarial, minimizando os efeitos do período de seca atual e, sobretudo, salvaguardar o abastecimento à população do concelho de Nelas”.

O executivo camarário quer assim “prevenir a escassez de água verificada em todo o território devido ao período de seca que atualmente o país atravessa, permitindo aumentar a resiliência dos sistemas, uma medida que está prevista no Programa de Ação para a Adaptação às Alterações Climáticas”.

 

Pode ver também

Águas do Norte investe 1,5 milhões de euros em água e saneamento em Cinfães

A Águas do Norte vai avançar com uma empreitada no valor de 1,5 milhões de …

Comente este artigo