Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Sátão: trabalhadores da Aquinos revoltados com imposição de férias

Sátão: trabalhadores da Aquinos revoltados com imposição de férias

Os trabalhadores do grupo Aquinos, das unidades de produção de sofás e colchões de Nelas e Carregal do Sal, dizem que a administração da empresa tem feito pressões para a marcação forçada de férias devido à pandemia da Covid-19.

Elvira Gonçalves, residente no concelho de Sátão e funcionária da Aquinos, em entrevista à Alive Fm, diz que a imposição do gozo de férias gerou revolta nos funcionários.

A administração da Aquinos enviou mensagens por telemóvel aos funcionários, que a partir de segunda-feira, 23 de março, iriam ficar de férias.

Elvira Gonçalves diz que a imposição de férias por parte da administração da Aquinos é ilegal.

A imposição de férias forçadas e que foram anunciadas por mensagem de telemóvel, foi uma prática adotada pelo grupo da Aquinos aos funcionários do concelho de Sátão, confirmou Elvira Gonçalves.

Milhares de funcionários do grupo Aquinos, com fabricas em Nelas e Carregal do Sal, onde estão incluídos trabalhadores do concelho de Sátão, estão a gozar férias forçadas impostas pela administração devido à pandemia da Covid-19.

O caso está a revoltar a generalidade dos funcionários, que sem apoio, estão numa luta sem saberem como agir.

Em mensagem dirigida aos 3.200 trabalhadores nacionais, a que a agência Lusa teve acesso, a administração refere que, “após análise ponderada, decidiu-se, para segurança de todos”, fixar “o gozo de férias.

 

Pode ver também

Câmara de Cinfães apoiou mais de 40 empresas que representam 60 postos de trabalho

A Câmara de Cinfães aprovou os primeiros apoios destinados às empresas do Concelho, no âmbito …

Comente este artigo