Home / Notícias / Reabilitação do antigo Orfeão de Viseu concluída no final do primeiro trimestre

Reabilitação do antigo Orfeão de Viseu concluída no final do primeiro trimestre

As obras de reabilitação do edifício do antigo Orfeão de Viseu, que integram a estratégia de revitalização do centro histórico, deverão estar concluídas no final do primeiro trimestre do ano, anunciou a autarquia.

Com estas obras, que representam um investimento de 1,7 milhões de euros e têm um prazo de execução de 18 meses, será possível devolver à comunidade aquele que é considerado um dos edifícios mais emblemáticos do centro histórico de Viseu, na Rua Direita.

“Esta é uma obra relevante para trazer mais dinamismo à Rua Direita, reabilitando um imóvel histórico de grande importância para o concelho e para o centro da cidade”, afirmou o presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas.

No entender do autarca social-democrata, “este é mais um excelente exemplo de reabilitação urbana e que está a avançar bem e de forma consistente”, prevendo a empresa municipal Viseu Novo Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) que esteja concluída em breve.

Segundo a autarquia, a intervenção está a seguir “os princípios da reabilitação sustentável, com respeito pela identidade, memória e traça original do edifício”, estando a ser mantidos “elementos distintivos como a cobertura, o conjunto de azulejos, as escadarias, os tetos, o lanternim, as alvenarias de tabique, as carpintarias interiores e exteriores e pavimentos de soalho de madeira”.

“A empreitada está também a contemplar o reforço estrutural do desvão e estrutura da cobertura, paredes de tabique e de granito incluindo a substituição do seu revestimento da cobertura com telha de barro, aplicação de todas as infraestruturas necessárias ao seu funcionamento, ampliação com um novo corpo (na sua parte posterior) e arranjo geral do logradouro”, acrescentou.

As obras de reabilitação do edifício do antigo Orfeão vão permitir à Câmara e à SRU dar continuidade à estratégia de revitalização do centro histórico através da criação de novas âncoras.

O município pretende “recuperar a atividade cultural inerente ao uso dos salões existentes (e que estão a ser reabilitados com a preservação das suas características originais), de modo que seja possível o funcionamento” de várias atividades, como a Universidade Sénior do Rotary Club de Viseu.

 

Pode ver também

Vila Nova de Paiva: Município entregou 14 incentivos à natalidade

O Município de Vila Nova de Paiva continua a apoiar as famílias “Paivenses”, ao abrigo …

Comente este artigo