Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / PS Viseu acusa líder da concelhia de Moimenta da Beira de “gravíssimas irregularidades”

PS Viseu acusa líder da concelhia de Moimenta da Beira de “gravíssimas irregularidades”

A Federação Distrital de Viseu do PS anunciou  que apresentou uma participação disciplinar contra o presidente da concelhia de Moimenta da Beira, Alcides Sarmento, por “gravíssimas irregularidades” no processo de escolha do candidato às eleições autárquicas.

Em comunicado, o presidente da Federação Distrital, José Rui Cruz, refere que, “por recato”, não torna públicas essas irregularidades, que motivaram uma participação disciplinar junto da Comissão Federativa de Jurisdição (CFJ).

“Se a responsabilidade disciplinar de tais gravosas condutas serão apreciadas e decididas na mencionada CFJ, já o processo de designação de candidatos, porque político, tem a sua supervisão, estatutariamente, atribuída ao secretariado desta Federação”, justifica.

José Rui Cruz realça que o PS defende “princípios da ética e respeito pelo próximo” e Alcides Sarmento, “na ânsia de satisfazer uma desmedida aspiração pessoal de liderança de uma candidatura ao município de Moimenta da Beira, decidiu adotar uma estratégia violadora dos estatutos e princípios do PS” com a qual a Federação Distrital “não pode compactuar”.

“Na luta política não vale tudo, sendo que as aspirações pessoais não se podem nunca sobrepor ao interesse coletivo do partido e das pessoas de Moimenta da Beira”, sublinha.

O presidente da Federação Distrital de Viseu do PS refere que “o processo de designação dos candidatos autárquicos levado a efeito pela Comissão Política Concelhia enferma de vícios graves de legitimidade e violou claramente o previsto nos estatutos” do partido.

“Alcides Sarmento não foi até ao momento legitimado pelos órgãos federativos para se poder assumir como o candidato oficial do PS à autarquia de Moimenta da Beira”, esclarece.

Neste âmbito, será proposta, “junto dos órgãos distritais do partido, a avocação deste processo de designação de candidatos, para que os vícios de que o mesmo enferma possam ser sanados e, oportunamente, serem anunciados os respetivos candidatos”, acrescenta.

Mas, em comunicado, a concelhia assume Alcides Sarmento como candidato oficial do PS a presidente da Câmara de Moimenta da Beira e, alegando que este foi “alvo de coação e chantagem”, pede “intervenção urgente dos órgãos nacionais” do partido.

A concelhia refere que Alcides Sarmento foi convocado para uma reunião, na sexta-feira, na qual foi “confrontado pelo presidente da Federação com a existência dum eventual inquérito a decorrer na CFJ, supostamente em segredo processual, relativo a um diferendo relacionado com a composição da Mesa da Comissão Política Concelhia” realizada em novembro de 2020.

“O presidente da Federação afirmou-lhe que o inquérito poderia suscitar um qualquer procedimento disciplinar, que deveria ser evitado e ‘tratado internamente sem alarido’, porquanto o tal inquérito ‘desapareceria’ se Alcides Sarmento aceitasse integrar a lista de candidatos à Câmara Municipal de Moimenta da Beira com o ex-presidente da concelhia do PSD de Moimenta da Beira, Paulo Figueiredo”, refere.

Segundo a estrutura partidária, “não restou alternativa a Alcides Sarmento que não a sua rejeição imediata e liminar, manifestando-se indignado e ofendido com a chantagem e coação que despudoradamente, num claro abuso de direito e desrespeito pelos mais elementares princípios éticos, estatutários e legais, o presidente da Federação, co-auxiliado pelos ajudantes Lúcia Araújo Silva e Manuel Videira Lopes, ali fez”.

“Sabendo de antemão que Paulo Figueiredo tem todo um historial de militância e compromisso com o PSD e de combate às candidaturas protagonizadas pelo PS e por José Eduardo Ferreira (atual presidente da Câmara), gerando enormes anticorpos e oposição na estrutura e no eleitorado do PS de Moimenta da Beira, tendo sido rejeitado e preterido como candidato pelo próprio PSD a favor de Jorge Costa, o que motivará o presidente da Federação do PS para sugerir tão controversa opção que conduziria, inexoravelmente, à derrota do PS nas autárquicas de 2021?”, questiona.

O presidente da Federação Distrital de Viseu do PS acusa Alcides Sarmento de “mentir despudoradamente sobre o teor” dessa reunião ocorrida na sexta-feira.

Segundo José Rui Cruz, Alcides Sarmento tentou denegrir a sua imagem e a do partido, “sabendo serem absolutamente falsas e infundadas as acusações” que fez.

Notícia relacionada.

 

Pode ver também

Trail: Hélio Fumo foi primeiro na Batalha

Este domingo, 11 de abril, decorreu na Batalha, a prova “Trilhos do Pastor”, a contar …

Comente este artigo