Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Produção de cereja em Lamego e Resende com quebra que pode chegar aos 70%

Produção de cereja em Lamego e Resende com quebra que pode chegar aos 70%

As perdas de produção de cereja nos concelhos de Lamego e Resende deverão ser entre 60 e 70%, Em causa estão as “condições climatéricas extremas” e a Covid-19.

O PCP de Viseu pediu ao Governo que tome medidas para compensar as perdas de produção de cereja em Lamego e Resende, numa pergunta dirigida à ministra da Agricultura, o grupo parlamentar do PCP refere que os produtores de cereja destes dois concelhos do norte do distrito de Viseu manifestaram uma “profunda preocupação”.

Segundo o PCP de Viseu, “a produção de cereja nos concelhos de Lamego e Resende supera as dez mil toneladas”. No entanto, devido ao gelo, à chuva, ao granizo e a temperaturas muito baixas, “poderá não chegar às quatro mil toneladas” este ano.

A quebra de produção causa prejuízos muito elevados e perda de rendimentos graves aos produtores de cereja destes concelhos. Para muitos, a venda da cereja constitui o seu principal rendimento e base de subsistência económica”, refere o grupo parlamentar.

Este problema vem juntar-se “às dificuldades existentes devido à pandemia da Covid-19”, pelo que o PCP pede ao Governo que apoie os produtores, “de forma a salvaguardar o seu rendimento, bem como a capacidade produtiva”.

“Deixar a solução nas mãos dos seguros é condenar os produtores, essencialmente micro e pequenos, à ruína. A maioria dos agricultores não dispõem das condições que são exigidas para fazerem o seguro, ficando numa situação de enorme fragilidade”.

O PCP de Viseu que saber do Governo, quais as medidas que estão previstas para minimizar os prejuízos dos produtores de cereja dos concelhos de Lamego e Resende.

 

Pode ver também

Satão: Helena Coelho vai apresentar novo programa da TVI com Ruben Rua

Na parte da tarde do novo programa, ‘O Dia de Cristina’, Cristina Ferreira revelou os …

Comente este artigo