Home / Notícias / Organização da Feira de São Mateus abre investigação a avaria em carrossel

Organização da Feira de São Mateus abre investigação a avaria em carrossel

O presidente da Viseu Marca, entidade que organiza a Feira de São Mateus, anunciou hoje um “processo de averiguações” à avaria num divertimento que reteve sete pessoas a uma altura de sensivelmente 30 metros.

“Neste momento vamos abrir um processo de averiguações para perceber o que é que aconteceu com esta avaria, o que esteve na origem desta avaria e depois agir em conformidade com as conclusões que forem retiradas”, adiantou Pedro Alves.

Este responsável falava aos jornalistas no final de uma operação de resgate, que durou cerca de três horas, para retirar sete pessoas que ficaram retidas a uma altura de sensivelmente 30 metros, num divertimento da Feria de São Mateus.

Pedro Aves assumiu que, “aquando das inscrições” para o certame que inaugurou na quinta-feira foram entregues “todas as licenças adequadas ao seu funcionamento” e, agora, tratou-se de uma avaria.

“Felizmente, em função desta avaria conseguimos ter um dispositivo de segurança que permitiu dar a resposta adequada aquilo que foi o problema. Não estamos satisfeitos que tenha acontecido, mas estamos satisfeitos pela forma como decorreram todos os processos de socorro”, disse

Questionado sobre a segurança deste tipo de equipamento, Pedro Alves frisou que “estes equipamentos têm que obedecer a um conjunto de regras e vistorias que são efetuadas junto de entidades competentes”.

A Feira de São Mateus, disse, “continuou a funcionar e a decorrer dentro da normalidade possível”, fora do perímetro de segurança que foi montado pela PSP.

Rui Nogueira, comandantes dos Bombeiros Sapadores de Viseu, realçou aos jornalistas que os trabalhos de resgate foram “concluídos com sucesso, tal como se esperava” até tendo em conta “os vários testes feitos antes” do início do certame.

“É de felicitar a capacidade técnica e operacional e a facilidade com que estes operacionais conseguiram transmitir a tranquilidade necessária às pessoas que estavam presas de modo a que colaborassem”, sublinhou Rui Nogueira.

Outro ponto “determinante do sucesso” da operação, destacou, “foi a forma altruísta com que o técnico se juntou aos bombeiros e, junto do equipamento de resgate” dos bombeiros, formaram “uma parelha” de profissionais com “os conhecimentos necessários para concluir a operação com sucesso”.

“Retirámos sete pessoas. A idade mais jovem era de 11 anos, a mais adulta era de 42, todas elas sem ferimentos, sem necessidade de cuidados pré-hospitalares. Neste momento já regressaram às suas vidas”, afirmou o comandante.

O alerta aconteceu cerca das 21:15 e a última pessoa a ser resgatada foi às 00:20, numa “operação complexa” que teve “dificuldades diversas”, segundo o comandante que destacou “a altura, o vento e a gestão das emoções da pessoa que está presa”.

Segundo o presidente da Viseu Marca, “nunca tinha acontecido uma situação destas na Feira de São Mateus”, mas “apesar disso está contemplada no plano de segurança e a prova disso é que a operação foi um sucesso”.

Lusa

 

Pode ver também

Vinhos do Dão Casa da Ínsua com mais 9 medalhas, 2 das quais Grande Ouro

DUAS MEDALHAS GRANDE OURO, QUATRO DE OURO E TRÊS DE PRATA CONSAGRAM,UMA VEZ MAIS, A …

Comente este artigo