Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Oficina de costura aproveitará resíduos têxteis de empresas de Vouzela

Oficina de costura aproveitará resíduos têxteis de empresas de Vouzela

Vouzela vai ter uma oficina de costura na comunidade que permitirá aproveitar resíduos têxteis de empresas locais para a produção de novos produtos e proporcionar uma receita extra aos munícipes, anunciou hoje a autarquia.

A oficina será criada no âmbito do projeto sustentável By.Vouzela, que envolve vários parceiros, e recebeu um financiamento de 15 mil euros dos Prémios Caixa Social 2022.

O presidente da Câmara de Vouzela, Rui Ladeira, congratulou-se pelo facto de se tratar de um projeto que cumpre as três dimensões da sustentabilidade: a ambiental, a social e a económica.

“Trata-se de um projeto alinhado com aquele que tem sido o compromisso do município em tornar-se cada vez mais sustentável e que, de resto, tem envolvido a comunidade em vários quadrantes”, afirmou Rui Ladeira, presidente daquela câmara do distrito de Viseu.

O autarca frisou que este projeto, que se centra no modelo de economia circular, “pretende dar um impulso à produção local no setor têxtil, minimizando desperdícios”.

Pretende ainda “valorizar as tradições e património da região e criar valor para a comunidade”.

Na oficina de costura será usada matéria-prima resgatada da indústria local, que de outra forma seria incinerada ou colocada em aterro. Os munícipes que queiram assumir o trabalho de produzir peças de ecodesign com estes materiais conseguirão assim ter um rendimento extra.

Este projeto envolve vários parceiros, como a União de Freguesias de Cambra e Carvalhal de Vermilhas (promotores), a câmara, a Associação Vouzelar e as empresas Faurecia e Brintons (que fornecem a matéria-prima).

Aos alunos do curso de design de moda da Escola Profissional de Vouzela caberá a criação de produtos, à Universidade da Beira Interior desenvolver um estudo sobre o projeto By.Vouzela e à Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos contribuir para a criação de design de moda para a diferenciação estilística do projeto.

Também participam no projeto o CEARTE – Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património, que contribuirá com formação de tear para a comunidade de Vouzela, e a designer Daniela Pais, da Elementum (marca de roupa sustentável), que desenvolverá uma linha de produtos e acompanhará a formação do CEARTE no desenvolvimento do ciclo From Farm do Fabric to Fashion.

 

Pode ver também

Autarquia de Santa Comba Dão atribui mais de 120 mil euros a associações

A Câmara de Santa Comba Dão vai apoiar este ano vinte associações com expressão concelhia …

Comente este artigo